domingo, 1 de janeiro de 2012

BOMBEIROS MILITARES – É HORA DE ACABAR COM A “OPERAÇÃO ABAFA” DO GOVERNO SÉRGIO CABRAL (PMDB).

No dia 04 JUN 2011, os Bombeiros Militares e seus familiares foram vítimas de várias agressões aos seus direitos fundamentais, quando estavam no interior do seu Quartel General. Os indícios da prática de vários crimes contra os Bombeiros e familiares são fortíssimos e foram comunicados a vários órgãos, dentre eles: Procuradoria Geral de Justiça/RJ, Tribunal de Justiça/RJ, ALERJ, OAB/RJ, Auditoria de Justiça Militar/RJ, Secretaria de Segurança Pública /RJ, Corregedoria Geral Unificada/RJ e Corregedoria Interna da Polícia Militar. Infelizmente, tudo leva a crer que está em curso uma “Operação Abafa”, considerando que não se tem qualquer notícia sobre o início das apurações desses indícios de crimes.
Assistam, novamente, esse vídeo de 40 segundos, onde o desespero das filhas dos Bombeiros é assustador:


É hora de acabar com a “Operação Abafa” do governo Sérgio Cabral (PMDB).
É hora de exigir as investigações e cobrar que os resultados sejam divulgados publicamente.
Lembro que só os Bombeiros e os Policiais Militares foram anistiados, quem cometeu crimes contra eles deve ser responsabilizado.
Penso que tal cobrança precisa ser feita através de atos públicos em frente à sede de cada órgão que recebeu a comunicação e nada fez, começando pelo Quartel General do Corpo de Bombeiros, pois o primeiro a cobrar tais investigações deve ser o Comandante Geral do CBMERJ.
Os atos podem ser realizados por pequenos grupos, utilizando inclusive faixas e cartazes que possam ser aproveitados nos outros atos. Nada impede, existindo efetivo mobilizados, que sejam realizados atos simultâneos.
Opino que também sejam realizados atos em frente aos órgãos das Organizações Globo, que receberam e engavetaram as denúncias sobre esses indícios de crimes graves.
Deixo essas ideias para os Bombeiros Militares e para todos que apóiam a luta dos heróis do fogo, sugerindo que seja discutida na reunião do dia 03 JAN 2012, às 19:00 horas, no SINDSPREV.
Por derradeiro, informo que caso os Bombeiros não cobrem as investigações, fundamentais para os devidos ressarcimentos, eu realizarei os atos.
Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

Anônimo disse...

SÉRGIO CABRAL DESRESPEITA A PMERJ E O CBMERJ
Pagar um soldo inferior ao salário mínimo vigente é sinal de desrespeito.

Piso deveria ser R$ 2.349,26 para servidor arcar com despesas básicas.
O militar estadual (PM e BM) precisaria de um piso salarial no valor de R$ 2.349,26 (DOIS MIL, TREZENTOS E QUARENTA E NOVE REAIS E VINTE E SEIS CENTAVOS) para poder suprir as necessidades vitais básicas, de acordo com dados divulgados pelo DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em Dezembro de 2011 (referente ao mês de Novembro de 2011).
Amparo legal: Constituição da República Federativa do Brasil, inciso IV do artigo 7º.
http://www.dieese.org.br/rel/rac/salminMenu09-05.xml

Para o governador do Rio de Janeiro, o policial militar não tem valor nenhum!
POBRES POLICIAIS MILITARES DO RIO DE JANEIRO, POSSUIDORES DOS PIORES SALÁRIOS DO BRASIL!
E olha que o Estado do Rio de Janeiro possui a SEGUNDA MAIOR ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS DO BRASIL...
O QUE É FEITO COM O DINHEIRO PÚBLICO?
Desperdício de dinheiro público em 2011 com preparação para Copa chegou a R$ 776 milhões!
Não temos SAÚDE, não temos EDUCAÇÃO, não temos SEGURANÇA PÚBLICA, mas sediaremos a Copa do Mundo e as Olimpíadas. O que é mais importante?
O soldo do PM e do BM continua abaixo do salário mínimo vigente, contrariando a Constituição Federal (inciso VII do artigo 7º) e a Constituição do Estado do Rio de Janeiro (inciso I do artigo 92).