terça-feira, 24 de janeiro de 2012

RIO: MOBILIZAÇÃO DOS BOMBEIROS, POLICIAIS MILITARES E POLICIAIS CIVIS: REUNIÃO DE OFICIAIS.

Ontem, foi dado o primeiro passo, mais uma vez, no intuito de mobilizar os Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, os quais não podem permanecer vendo a banda a sua frente passar por assim dizer, afinal os Oficiais precisam se posicionar diante da mobilização da tropa. Oficial não pode ficar em cima do muro, deve deixar claro se apóia ou não apóia, sobretudo os próximos passos delineados, a caminhada do dia 29 JAN 2012 e a deflagração de um movimento grevista a partir do dia 10 FEV 2012, desfecho que ninguém quer.
Como era de se esperar, o novo início desse processo não será fácil, realidade que se evidenciou no pequeno número de Oficiais presentes, a maioria do Corpo de Bombeiros. A tarefa é árdua, mas não impossível. O principal obstáculo para a presença dos Oficiais desde o início foi o erro de projeto do SOS Bombeiros, repetido pelo movimento iniciado pelos Policiais Militares, fazendo a atribuição da liderança do movimento a Praças. Isso afasta os Oficiais, problema que pode ser sanado com a constituição de uma comissão gestora composta por Oficiais e Praças, sem lideranças de cunho individual, providência que recomendei aos Bombeiros Militares logo no início da mobilização e que não foi implantada, providência que voltei a recomendar aos Policiais Militares. Ainda não é tarde para promover as correções, ainda não.
Alguns comentaristas do blog atribuem o medo como o motivo dos Oficiais não estarem participando, mas isso não é verdade. Quem conhece a história das mobilizações no Rio de Janeiro sabe que sempre foram os Oficiais que deram a cara para bater, começando com o cerco ao Palácio GB, na década de oitenta. Em 2008, cerca de 700 Oficiais se reuniram na AME/RJ, no início da luta contra esse desastroso governo Sérgio Cabral, participando ativamente de duas marchas históricas (27 JAN 2008 e 17 FEV 2012). Portanto, medo não é a razão da não participação, insistir nessa tecla é perder tempo.
A reunião teve seu ponto alto na organização desenvolvida pelo seu organizador, o Major BM Márcio Garcia, que não mediu esforços para que tudo funcionasse adequadamente. Parabéns.
Em apertada síntese, os principais pontos foram:
- A marcação de uma nova reunião para o dia 26 JAN 2012 (5a feira), dessa vez no Clube de Oficiais do Corpo de Bombeiros, permitindo uma melhor divulgação nos quartéis.
- A decisão de adiar para essa nova reunião, na qual esperamos um comparecimento muito maior, a votação sobre os itens elencados, dentre eles a criação de uma comissão de Oficiais que trabalhará em conjunto com a comissão de Praças e com a comissão de Policiais Civis (e de Guardas Municipais).
É hora dos Oficiais e dos Praças da PMERJ e do CBMERJ se mobilizarem em todos os quartéis, convidando todos os Oficiais para a referida reunião. Penso ser importante para a tropa saber os Oficiais que estão participando e os que não estão participando da luta. Assim sendo, passa a ser fundamental convidar todos, o que evitará o famoso "eu não sabia da reunião" próprio dos omissos. Obviamente, nenhum Oficial (ou Praça) está obrigado a participar da mobilização, mas todos devem ter esse direito de escolha, que começa com a ciência do que está acontecendo e o que está programado para acontecer.
O tempo não pára, o dia 29 JAN 2012 está chegando e tudo leva a crer que será uma  grande sucesso (e precisa ser), isso com ou sem a presença maciça dos Oficiais, mas eles são indispensáveis para a organização dos próximos passos.
É hora de acabar com os individualismo, hora de deter os interesses eleitorais, hora de trabalhar em conjunto, como grupo, pois só assim alcançaremos a vitória.
Juntos Somos Fortes!

21 comentários:

Anônimo disse...

Cel Paul com todo respeito ao senhor e meia dúzia de oficiais, os demais são MEDROSSSSOOOOOSSSSSSSSS, FROUXXXXXOOOOOOOSSSSSS...

Anônimo disse...

Desde muito cedo, se ensina ao futuro oficial, lá na academia, quando ele ainda é um dadete, que ele é superior ao subtenente com quase 30 anos de serviço. Tudo aos oficiais, nada aos praças! praça é burro! não estudou! não sabe nada!
No final, todos somos seres humanos, temos família, dignidade e precisamos lutar pela mesma causa!
Pois é... E agora? Como que fica agora a confiança? difícil né?

SGT BM SEM VAIDADES disse...

É BEM SIMPLES, QUE DEIXEM AS SUAS VAIDADES E INTOLERÂNCIA EM CASA E SE UNAM A UM SÓ PROPÓSITO, A CONQUISTA SERÁ COLETIVA.

BEM SIMPLES ASSIM.

Anônimo disse...

CEL PAUL COM TODO RESPEITO.....NA ALTURA DO CAMPEONATO, DEVERÍAMOS FICAR COM AQUELES OFICIAIS Q ESTÃO DESDE O INÍCIO DO MOVIMENTO .....

Anônimo disse...

cel paul os oficiais sao muito orgulhosos para aceitar,que os pracas iniciaram o mpvimento,o que queremos e que os oficiais deixem o seu orgulho de lado e ombreie conosco,pois estaremos esperando por eles de bracos abertos.

Anônimo disse...

cel paul os oficiais sao muito orgulhosos para aceitar,que os pracas iniciaram o mpvimento,o que queremos e que os oficiais deixem o seu orgulho de lado e ombreie conosco,pois estaremos esperando por eles de bracos abertos.

Anônimo disse...

cel paul os oficiais sao muito orgulhosos para aceitar,que os pracas iniciaram o mpvimento,o que queremos e que os oficiais deixem o seu orgulho de lado e ombreie conosco,pois estaremos esperando por eles de bracos abertos.

Anônimo disse...

cel paul os oficiais sao muito orgulhosos para aceitar,que os pracas iniciaram o mpvimento,o que queremos e que os oficiais deixem o seu orgulho de lado e ombreie conosco,pois estaremos esperando por eles de bracos abertos.

Anônimo disse...

Cel como o sehor mesmo disse em uma de suas postagem,se no dia 29 cada aluno levar 3 familiar isso da um total aproximado de 20 mil pessoas .Fazendo um calculo aparoximado, no bm somos aproximadamente 18 ,na pm cerca 40 mil entao venhamos e convenhamos ,se os oficia deixarem de ser covardes e se aproximarem sera bom,mas caso contrario nao fara nehuma diferenca,deixem que elels fiquem roubando em suas engenharia e arregos do trafico.

Anônimo disse...

CORONEL COM TODO RESPEITO QUE LHE TENHO, "OS OFICIAIS NA SUA MAIORIA ESMAGADORA SÃO MEDROSOS SIM!", TIRANDO AQUELES QUE JÁ CONHECEMOS INCLUSIVE O SENHOR, O MAJOR MÁRCIO GARCIA E MAIS ALGUNS, BASTA UM COMANDANTE QUALQUER BATER O PÉ QUE ELES ABAIXAM A CABEÇA, BALANÇAM O RABINHO E SAEM DE FININHO. PELO MENOS NO CBMERJ É ASSIM ENA PMERJ O MEDO QUE ELES TEM É DE PERDER O ARREGO. SABE O QUE ACONTECE TAMBÉM COM A MAIORIA DOS AFICIAIS; É QUE ELES JÁ SAEM DA ACADEMIA PREOCUPADOS COM CARGOS, COMANDOS E COLOCAÇÕES AONDE LHES SEJAM FACILITADAS ALGUM TIPO DE VANTAGENS, COMO É O CASO DO CBMER NA ENGENHARIA, EU DUVIDO QUE ALGUM OFICIAL QUE TRABALHA LÁ VÁ A ALGUM TIPO DE MOVIMENTO.

BEM CORONEL ESSE É MEU DESABAFO.

MINHA CONTINÊNCIA!

Maj Marcio Garcia disse...

Muito obrigado pelo apoio. Os oficiais do CBMERJ e PMERJ sempre serão gratos por sua dedicação.

Anônimo disse...

Um pequeno n° de oficiais estão ombreando a sua maioria ,está satisfeita com o que ganha ,fora o fato do movimento está sendo todo organizado pela parte praça,que sempre esperou que os oficiais tomassem a frente ,o movimento realizado pelos praças o máximo que o governador pode fazer é dá porrada,o oficial poderá somar forças com o movimento porém negociações serão todas feitas por representantes praças,os que for decidido pelos praças é o que será feito ,e se for colocar alguém na rua ,então que coloque pelo menos 70% que é o que já está pronto a parar.

SGT MARCUS SALDANHA disse...

Prezados companheiros é com pesar que vejo o afastamento dos oficiais daquele que é a maior prova de dignidade dos servidores da área de segurança, lendo os demais comentários tenho a dizer que por mais que tente nos dizer que somos inferior ou superior eu sempre discordei, se os oficiais não estão engajado no movimento e por que não querem, por que aspiram outras coisas, mais jamais acreditarei que seja por se sentirem superior, pois todos somos dotados de alguma qualidade e a formação para que entra como praça na PM ou BM não e menor das dos que entram para formação de oficiais. Tão importante como planejar e também sua execução por isso alguns que aqui postam sugiro que mudem os discursos com relação a ¨se achar superior¨ nunca existira um bom planejamento sem que exista bons executores.

SGT MARCUS SALDANHA disse...

Caro Cel Paul, com relação a seu comentário a cerca da dificuldade do engajamento dos oficiais das corporações junto ao movimento compactuo que é essencial para que tenha todos de corpo e mente em um só objetivo, qual seja dignidade, porém também o sr. há de convir que a história contada no futura não poupará aquele que em momento crucial deixou de se posicionar, acredito e sempre acreditarei na bravura de todos os componentes das área de segurança para um momento impar em nossas vidas e penso que já chegou a hora de mostrarmos que segurança publica tem que ser tratada com responsabilidade, que não devemos deixar aqueles que estão momentaneamente no poder tratar com tamanho descaso cidadãos que são de fatos os responsáveis pela continuidade da manutenção da ordem publica.

Anônimo disse...

cel conheço muito bem o senhor, no senhor e mais umas meia duzias de oficiais, coloco minhas maõs no fogo mais nos outros fica dificil acreditar. o sr vai ver quando nossa vitória estiver bem próxima como vai aparecer oficiais falando que estavam desde o inicio.
PARABÉNS POR TUDO SEMPRE TIVE ORGULHO DO SR. ¨JUNTOS SOMOS FORTES¨

Alexandre, The Great disse...

Cel Paúl: concordo com o post - realmente não é "medo" que afasta a maioria dos Oficiais da mobilização. Contudo o "medo" existe em TODOS OS SERES(não apenas os humanos). No caso específico dos Oficiais não se trata de "medo de ficar preso", o popular "cagaço", não é isso. É pior que isso: é "medo de perder território", "espaço", em resumo: "perder $$$"(de qualquer origem, não afirmo qual). O "temor" é que ao participar da mobilização, a exemplo do que fez pitta em 2008, venha um "calabar" e lhe tome o lugar. Isso realmente é o cúmulo da covardia, é pior do que o cagaço. É aviltante. Mas anotem(e lembrem-se): suas famílias, seus filhos, seus pais, seus amigos, estão VENDO O QUE VCS NÃO ESTÃO FAZENDO. Seus INDIGNOS!!!

Anônimo disse...

Uma história e um conselho...
Numa época passada num batalhão da
zona oeste, oficiais se uniram e resolveram "sacudir" a tropa.Qualquer
coisa era motivo para punição.Eles se
vangloriavam se dizendo "DEUSES".
A tropa cansada de tantas covardias
resolveu reagir e como já se esperava
vários atritos aconteceram,e se chegou a um ponto que oficias só andavam no pátio do batalhão em grupos e quando estavam de of-de-dia,permaneciam trancados no estado maior.O clima era muito tenso. Houve caso de um policial apontar a arma para um coronel e acionar o gatilho varias vzs e as munições picotaram.
Resumindo: Clímax da questão foi quando a tropa resolveu não sair para o policiamento, ocasião em que a imprensa tomou conhecimento e passou a acompanhar de perto,houvindo os policiais revoltados.
O cmd geral da época controlou os ânimos transferindo o comandante do batalhão, bem como todos os oficiais envolvidos.(alguns presos).
Companheiros,principalmente os oficiais. Não se achem "DEUSES".
Deuses são "imortais" nós somos simplizmente humanos numa condição um pouco melhor em relação aos praças. PENSEM...

Elias disse...

Penso que se tocar prontidão dia 28, impedindo minha ida, de folga, pacificamente à Copacabana e manifestar democraticamente por dignidade salarial, porá mais lenha na fogueira e antecipará a minha decisão em parar, só que antes do previsto, já que o caôbral não desce do pedestal.

Anônimo disse...

Caro amigo Paúl, meu comentário não foi postado...O espaço é democrático, lembra? NO MOVIMENTO NÃO HÁ HIERARQUIA.

Anônimo disse...

TENHO VERGONHA DE SER OFICIAL!!!!!!!!

OS SENHORES SABEM POR QUÊ.

2º TEN

Anônimo disse...

Se os oficiais não quezerem partici
par é porque estão satisfeitos com
a merréca que ganham. Acho que os li
deres dos praças diante de qualquer
negativa de participação dos oficiais
deveriam descartar logo esse apoio,
visto que temos condições de caminhar
mos por nossos próprios meios,apenas
informando a eles, ou apoiem agóra ou
nunca.
Acho até que em alguns casos eles estariam até atrapalhando.
Desculpe-me cel Paul sabemos que não esse o seu caso e de alguns oficiais que admiramos.