segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

RIO: MOBILIZAÇÃO DOS BOMBEIROS E POLICIAIS MILITARES - UMA IDEIA.

EMAIL RECEBIDO:
domingo, 15 de janeiro de 2012.
DIGNIDADE todos devemos buscar e participar deste processo.
Os Cmts da PMERJ e do CBMERJ, e principalmente o Cabral, usam o argumento que o MOVIMENTO POR MELHORES SALÁRIOS é político, e que tem alguns se aproveitando disso. Então sugiro que para eles não usarem esses argumentos e que as negociações avancem, que não faça parte da "A COMISSÃO de NEGOCIAÇÃO" nenhum POLICIAL ou BOMBEIRO que tenha concorrido a cargo POLÍTICO, ou que venha a se candidatar na próxima eleição! Com isso conseguiremos abrir um canal de "DIÁLOGO" e desta forma não afastaremos ninguém da nossa luta, OFICIAIS e PRAÇAS. Os líderes já estão identificados NATURALMENTE no processo, e nós sabemos quem os são, e toda a PMERJ e o CBMERJ também os identificarão, mas nada impede que eles deixem suas sugestões, e que essas sejam colocada em ASSEMBLÉIA para votação companheiros. Com isso eles estarão dando prova de humildade e de que não querem tirar proveitos, e sim lutar e buscar a DIGNIDADE para todos nós POLICIAIS e BOMBEIROS.
E quando chegar a campanha POLÍTICA, que venham os CANDIDATOS, e que sejam escolhido os que tiverem realmente competência para o cargo.
Ser um líder não significa necessariamente que será um bom político, portanto vamos dar um passo de cada vez, assim como aprendemos a subir uma escada, galgando degrau por degrau companheiros.
1º Sgt.BM Valdelei Duarte, cidadão brasileiro e BOMBEIRO com muito orgulho.
Juntos Somos Fortes!

24 comentários:

Anônimo disse...

CONCORDO PLENAMENTE! CHEGA DE OUVIR DO DESGOVERNADOR E DO PRÓPRIO COMANDANTE GERAL DA CORPORAÇÃO, QUE TEM FINS POLÍTICO O MOVIMENTO GREVISTA. UM BOM TEMA PARA SER DISCUTIDO DIA 18 ENTRE OS POLICIAIS MILITARES, BOMBEIROS, ATIVOS E INATIVOS, ASSIM COMO AS ESPOSAS, E FAMILIARES!

Anônimo disse...

só assim poderemos ver quem é quem!

Anônimo disse...

ÓTIMA IDEIA,TUDO QUE NÃO QUEREMOS AGORA SÃO DE APROVEITADORES !!!
SE OS COMPANHEIROS ESTÃO NESSA EM PROL DA CORPORAÇÃO, COM CERTEZA NÃO IRÃO SE AFASTAREM DO MOVIMENTO.
JUNTOS SOMOS FORTES!!!!!!!!!!
ATÉ A VITÓRIA!!!!!!!

Maj Marcio Garcia disse...

Concordo. E p/ não falarem q estou defendendo pq nunca fui candidato, não quero estar na comissao.

Anônimo disse...

concordo;se eles acham isso os pms e os bms que lideram o movimento abram mão de qualquer pretenção politica para próximas eleições pra calar de vez a boca do governador,queremos sim a nossa dignidade salarial e não ser politicos.

Anônimo disse...

major o senhor possui boas ideias deveria participar sim!!!!

SGT BM ORGULHOSO disse...

PROPONHO A ELEIÇÃO, DE DOIS MEMBROS DE CADA INSTITUIÇÃO QUE REPRESENTARIAM OS ATIVOS, E DOIS PARA REPRESENTAREM OS INATIVOS E PENSIONISTAS, UM DO CBMERJ E OUTRO DA PMERJ, CERTAMENTE AS COISAS FLUIRIAM COM MAIS FACILIDADE, DELEGANDO PODERES AOS ELEITOS EM E NEGOCIAR NOSSAS REVINDICAÇÕES.

JSF

jcgarces disse...

A PM NÃO VAI MAIS PRENDER O SOLDADO SEM PROVA E TENTAR ACHAR CULPA DEPOIS ( SEGUNDO O CEL BELO FALOU NO RJ TV PRENDER SEM PROVA É CRIME).

OU ESSA REGRA É SÓ PARA OFICIAL? SOLDADO PODE SER PRESO A VONTADE??????

ENTÃO TODOS OS OFICIAIS DA PM SÃO CRIMINOSOS , PORQUE PRENDEM PARA APURAR DEPOIS.

ACHO UMA DELICIA QUANDO VEJO UM DETETIVEZINHO OU UM DELGADO COM UM MES DE POLÍCIA PRENDER ESSES OFICIAIS.

ELES FICAM CHORANDO E SE DIZENDO INOCENTE.

AH AH AH AH AH AH AH AH AH

MUITO LEGAL.

QUE BOM SE A PM TIVESSE O MESMO EMPENHO PARA COM OS SOLDADOS QUE FOSSEM PRESOS """"INJUSTAMENTE"""".

QUAL A MORAL QUE ESSES CORRUPTOS TEM PAR PRENDER UM SOLDADO.

GREVE GERAL JÁ.

ABRAÇOS.

Anônimo disse...

Maj Márcio Garcia, penso que o senhor deve participar sim, pois seriedade e competência são as marcas do senhor. E por falar nisso, o senhor me dá orgulho de encher os pumões de ar e dizer que sou bombeiro.

Anônimo disse...

Vamos ou não vamos parar?? A hora é agora!! Paralisação, jáaa!!

Anônimo disse...

boa tarde, vamos partir para greve, só assim eles ouviram os praças da pmerj, so graduação não é suficiente, no ceará soldado inicial é de 2.634.00, rio de janeiro vergonha.

Anônimo disse...

Boa tarde a todos, estou divulgando esta matéria piblicada por um Juiz Federal que fala sobre a legalidade da greve... se possivel divulguem ao máximo

JUIZ FEDERAL DIZ QUE A GREVE SÓ É PROIBIDA PARA AS FORÇAS ARMADAS.

DIREITO DE GREVE , HIERARQUIA E DISCIPLINA nas Policias MILITARES DO BRASIL.

O fim da greve de policiais civis em São Paulo trouxe à tona a discussão sobre o direito de greve de servidores públicos em geral e, em particular, de policiais. O debate é oportuno. Alguns alegam que a
greve de policiais militares dos estados conspira contra disposição
constitucional que versa sobre a hierarquia e a disciplina.

No entanto, quando se irrompe o movimento grevista, não há que falar em quebra da hierarquia, que se refere à estrutura organizacional graduada da corporação e que se mantém preservada mesmo nesse instante.
A inobservância de
ordens provenientes dos que detêm patentes superiores, com a paralisação,
caracteriza ato de indisciplina? Recorde-se que a determinação proveniente de
superior hierárquico, para ser válida, deve ser legal. Jamais, com base na
hierarquia e na obediência, por exemplo, há que exigir de um soldado que mate
alguém apenas por ser esse o desejo caprichoso de seu superior.

Logo, se existem condições que afrontem a dignidade da pessoa humana no exercício da atividade policial, o ato de se colocar contra tal estado de coisas jamais poderia ser tido como de indisciplina. A busca por melhores salários e condições
de trabalho não implica ato de insubordinação, mas de recomposição da dignidade
que deve haver no exercício de qualquer atividade remunerada. Portanto, se situa
dentro dos parâmetros constitucionais.

Quanto às polícias civis e federais, não há sequer norma semelhante à anterior, até mesmo porque possuem organização diversa. No entanto, para
afastar alegações de inconstitucionalidade da greve de policiais, o mais
importante é que não se deve confundir polícia com Forças
Armadas.

Anônimo disse...

segue continuação ...

Conforme previsão constitucional, a primeira tem como dever a preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio. Já as segundas, constituídas por
Exército, Marinha e Aeronáutica, destinam-se à defesa da pátria e à garantia dos
Poderes, da lei e da ordem.

Às Forças Armadas, e somente a elas, é vedada expressamente a greve (artigo 142, parágrafo 3º, inciso IV, da
Constituição). Ressalte-se que em nenhum instante foi
feita igual referência à polícia, como se percebe dos artigos 42 e 144 do texto
constitucional. A razão é simples: somente às Forças Armadas não
seria dado realizar a greve, um direito fundamental social, uma vez que se
encontram na defesa da soberania nacional. É de entender a limitação em um texto
que lida diretamente com a soberania, como a Constituição
Federal.

O uso de armas, por si só, não transforma em semelhantes hipóteses que são distintas quanto aos seus fins. As situações não são análogas. A particularidade de ser um serviço
público em que os servidores estão armados sugere que a utilização de armas no
movimento implica o abuso do direito de greve,
com a imposição de sanções hoje já existentes.

Não existe diferença quanto à essencialidade em serviços públicos como saúde, educação ou segurança pública. Não se justifica o tratamento distinto a seus prestadores. Apenas há que submeter o direito de greve do policial ao saudável ato de ponderação, buscando seus limites ante outros valores constitucionais.

Não é de admitir interpretação constitucional que crie proibição a direito fundamental não concebida por legislador constituinte. Há apenas que possibilitar o uso, para os policiais, das regras aplicáveis aos servidores públicos civis.

No mais, deve-se buscar a imediata ratificação da convenção 151 da OIT (Organização Internacional do Trabalho), que versa sobre as relações de trabalho no setor público e que abre possibilidade à negociação coletiva, permitindo sua extensão à polícia.

Uma polícia bem equipada, com policiais devidamente remunerados e trabalhando em condições dignas não deve ser vista como exigência egoísta de grevistas. Trata-se da busca da eficiência na atuação administrativa (artigo 37 da Constituição) e da satisfação do interesse público no serviço prestado com qualidade.

* Marcus Orione Gonçalves Correia doutor e livre-docente pela USP, professor associado do Departamento de Direito do Trabalho e da Seguridade Social e da área de concentração em direitos humanos da pós-graduação da Faculdade de Direito da USP, é juiz federal em São Paulo
(SP)

Revista Consultor Jurídico
Colaborador: Paterson Manoel da Silva

Anônimo disse...

Ao Ilmo. Sr. Cel deixo a minha pergunta: além da praça, o CB Gurgel existe algum oficial encabeçando um movimento reivindicatório na PMERJ? Por que até o momento só vi aparecer uma praça para dar a cara para bater?

Anônimo disse...

Aproveito o espaço para pedir a todos que façam uma forcinha para aderirem a paralisação. Chega de covardia, ou seja, o governador tem a escolha de negociar com a categoria ou aguente as consequências. Faço votos que o dia 10 de fevereiro não passe em vão e que logremos êxito em nossa justa causa.

SGT MARCUS SALDANHA disse...

Caros companheiros, na minha visão simplista da coisas, acho que não devemos nos preocupar com as ilações feita pelo Sr. Cmt Geral das duas corporações, bem como a da Sr. Governador, pois o que mais acontece neste país são políticos que tirem proveito da situações em que seus antecessores da brecha, tais como segurança, saúde e educação, quem não se lembra do discurso do ex-presidente LULA, dizendo que bastasse que o congresso fizesse a parte dele que de pronto ele assinaria a tal PEC 300, por derradeiro nas eleições passada a atual presidente Dilma, de publico se comprometeu que tal PEC seria também uma das prioridades de seu governo, no entanto o que vimos foi o líder do governo Sr. Vacareza a todo momento dizendo que não havia condições para que o governo trabalhasse a favor da mesmo. Prova disso foi que o único líder de bancada a não assinar para que a mesma entrasse no regime de urgência para ser vota foi o líder do PT Sr. Dep Fed Paulinho, ora meus amigos quem não lembra qdo da companha do Sr. governador Sergio Cabral, que prometeu em vídeo gravado que iria tratar com dignidade a área de segurança pois palavras dele nossos salários são de miseráveis, pois bem o que foi que aconteceu, hoje já vão 4 anos de seu governo e o Policial em inicio de carreira esta ganhando 1 ½ do salário mínimo, fora as outras bravatas que por si só deram-lhe o apelido de PINOQUIO. Por tudo isso eu que nunca tive pretensão politica e que não as tenho acho que estaremos começando muito mau se seguirmos por ai, o que não podemos e deixar que se faça do movimento um palanque politico para que quer que seja, porém não podemos deixar nem mesmo alijar qualquer companheiros simplesmente por ter tais ambições, isso é de fato e de direito de cada um brasileiro, cabe a nós que não somos crianças separa e aqueles que acharem que na próxima eleição merece dar seu voto a qualquer um dos companheiros que se apresentarem que o dê, mais que eles devem sim estar presente e participar das reuniões isso com certeza vai da vontade de cada um deles, e outra coisa o MAU governante de por costume dizer que tudo é politica contra ele pois nunca vai quere admitir sua total falta de competência. Por isso caso o companheiro DACIOLO, CB GURGEL e quantos outros que tiverem pretensões politica se prontificarem a fazer parte da comissão que o façam, pois se mesmo sem começar a ter um dialogo já se posicionar desta maneira, daqui a pouco eles vão se achar no direito de ditar regras, não sedo assim um dialogo e sim um monologo. Boa tarde. Juntos e Unidos somos mais Humanos FORTES.

Anônimo disse...

Blog Vida Renovada em Cristo,apoia PMs e Bombeiros do Rio.

edival anchieta disse...

será que ainda, não percebram que estamos lidando com o fino da canalhice politica??? levantaram uma questão e todos cairam.... senhores que decide a nossa vida são os politicos, logo, eles mesmo tem que estar de frente. tem que ter vocação, não adinta eleger qualquer um e colocar na comissão. não vai funcionar.vamos parar de ser anjinhos e ficar entrando na conversa do senhor cabral. estamos nessa por causa da poltica imunda, que aí esta, então vamos colocar os nossos; e que sejam politicos e politizados.

Anônimo disse...

A proposta do SGT VALDELEI é muito boa. Deveria ser aprovada na Reunião!
Quanto as "propostas" continuamos patinando com expressões do tipo "piso salarial", "carga horária semanal", "anistia" e outras; considerando que a paralisação DEVE EFETIVAMENTE ocorrer. A pauta precisa ser reformulada, e ainda há tempo, sob pena do Movimento reinvindicar algo considerado ilegal(fora das leis que regulam os vencimentos dos militares estaduais e os Decretos dos respectivos Estatutos).
Juntos Somos Fortes!

Anônimo disse...

SGTs ESPECIALISTAS DA ÁREA DA SAÚDE(QPMP-06)
AO LONGO DOS ANOS, NÓS PRAÇAS DA ÁREA DE SAÚDE DA PMERJ, SOFREMOS COM A DIFICULDADE DE FLUXO EM NOSSAS CARREIRAS, DEVIDO A AUSÊNCIA DE CURSOS REGULARES NA CORPORAÇÃO, E MAIS UMA VEZ ESTAMOS SENDO ESQUECIDOS,GUARDADAS AS DEVIDAS PROPORÇÕES, NECESSITAMOS DE TRATAMENTO IGUALITÁRIO, PELO MENOS NO Q TANGE A ASCENÇÃO FUNCIONAL(PROMOÇÕES)COMO VAI ACONTECER COM OS COMBATENTES. EXISTE A NECESSIDADE QUE TODOS OS 2ºSGT ESPECIALISTAS REMANESCENTE CO CFSEsp/2005 SEJAM TAMBÉM MATRICULADOS SEM NECESSIDADE DE CONCURSO NO CAS/CASAS A DISTANCIA E NÃO HAJA INTERSTICIO A CUMPRIR PARA PROMOÇÃO DE 1ºSGT E QUE SEJA REVOGADO O PARAG. 6º ART 1º DO DEC 23673 DE 03/11/97 QUE IMPEDE OS PRAÇAS ESPECIALISTAS DE SAÚDE DE SEREM PROMOVIDOS POR TEMPO APOS A GRADUAÇÃO DE 2ºSGT, QUANDO PASSAMOS A SER REGIDOS PELO RPP.ESTE PARAGRAFO FAZ E FARÁ, CASO NÃO SEJA REVOGADO, Q SGTs DE SAUDE POSSUAM 20 E 25 ANOS DE EFETIVO SERVIÇO E NÃO POSSAM ASCENDER AS GRADUAÇÕE DE 1ºSGT E SUBTEN DEPENDENDO DE VAGAS E NÃO AUTOMATICAMENTE COMO SEMPRE OCORREU COM OS COMBATENTES
IGUALDADE,EQUIDADE, PARIDADE E ISONOMIA JÁ!!!
BOPE- CHOQUE- UPP-PROERD- GRATIFICAÇÕES
BATALHÕES-GRATIFICAÇÕES POR DESEMPENHO
E NÓS???
SR CMT GERAL O SR TEM ABERTO UM DIALOGO POUCAS VEZES VISTO NA CORPORAÇÃO COM AS PRAÇAS.
POR FAVOR OLHE TAMBÉM POR NOS PRAÇAS ESPECIALISTAS DA SAÚDE.
NÓS PRESTAMOS ASSISTÊNCIA, MAS TAMBÉM PRECISAMOS SER ASSISTIDOS!!!!
NOSSAS ASPIRAÇÕES SÃO POUCAS E PEQUENAS, POREM IMPRESCINDIVEIS, CERTO DE TAMBEM SOMOS MERECEDORES DE VOSSA ATENÇÃO.
DESDE JÁ AGRADECEMOS
SGT ESPECIALISTAS (QPMP-6)DA AREA DE SAUDE DA PMERJ.

Anônimo disse...

SR CMT GERAL, DEGEI E DGP SEÇÃO DE PROMOÇÃO
*Matricula imediata SEM NECESSIDADE DE CONCURSO no prox. cas/casas de todos os 2ºSGT COMBATENTES E ESPECILISTAS DE SAUDE(QPMP-6) concursados remanescentes do CFS/04 E CFSesp/05 no prox CAS/CASAS A DIST. E APOS A CONCLUSÃO DO MESMO PROMOÇÃO IMEDIATA a 1ºSGT (MEDIDA PARA COMPENSAR MINIMAMENTE OS MAIS DE 06 ANOS DE INTERSTICIO CUMPRIDOS COMO 3º SGT, O AFASTAMENTO DA FAMILIA,OS RISCOS E A DESPESA DURANTE O DESLOCAMENTO AO CEFAP E HCPM, NOS 10 MESES DE CURSO)REVOGAÇÃO IMEDIATA O PARAG. 6º ART 1º DO DEC 23673 DE 03/11/97 QUE IMPEDE OS PRAÇAS ESPECIALISTAS DE SAÚDE DE SEREM PROMOVIDOS POR TEMPO APOS A GRADUAÇÃO DE 2ºSGT, QUANDO OS MESMOS PASSAM A SER REGIDOS PELO RPP.
SGT CONCURSADOS NÃO SÃO MELHORES NEM PIORES QUE SGT PROMOVIDOS POR TEMPO, BASEADO NISTO A ASCENÇÃO HIERARQUICA DEVE SER DE FORMA QUE NENHUMA DAS PARTES SEJAM PREJUDICADAS.
"BONS PROFISSIONAIS NÃO SE IMPRIVISAM SE FORJAM.
GRATO !!!

Anônimo disse...

SR CMT GERAL, DEGEI E DGP SEÇÃO DE PROMOÇÃO
REVOGAÇÃO IMEDIATA O PARAG. 6º ART 1º DO DEC 23673 DE 03/11/97 QUE IMPEDE OS PRAÇAS ESPECIALISTAS DE SAÚDE DE SEREM PROMOVIDOS POR TEMPO APOS A GRADUAÇÃO DE 2ºSGT, QUANDO OS MESMOS PASSAM A SER REGIDOS PELO RPP.

1° Sgt.BM Valdelei cidadão brasileiro. disse...

Major Marcio Garcia sei que o Sr. não é nunca foi candidato em nenhuma eleição, mais além do Sr. estar ombreando conosco desde do início nessa luta, o Sr é indispensável na comissão de negociação, e o meu desejo é que na PMERJ se candidatem também oficiais com o mesmo empenho que o Sr. tem pelo CBMERJ.
Peço por favor que o Sr. faça parte dessa comissão de negociação.

JUNTOS SOMOS FORTES E IMBATÍVEIS.

Anônimo disse...

o PRAÇA tinha que entrar soldado no cbmerj/pmerj e ser promovido por tempo e automaticamente.....até o posto de MAJOR....sendo para isso, feito os respectivos cursos de formação e aperfeiçoamento nos respectivos tempos....Aqueles que se destacarem por mérito poderiam ir a TEN CEL OU CEL FULL....os oficiais saem da academia e ficam todo o tempo de serviço como oficiais...o praça poderia ser mais valorizado e progredir no tempo, pois pela experiência do tempo de serviço poderia contribuir muito num futuro como oficial e devidamente preparado para tal...