quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

FENAPEF É CONTRA CARREIRA JURÍDICA PARA DELEGADOS.

Fenapef é contra a carreira jurídica para delegados.
O trabalho dos delegados para transformarem seu cargo em carreira jurídica não é novidade. Um das propostas, a PEC 549/2006, que tem por finalidade equiparar o Delegado de Polícia (civil e federal) aos membros do Ministério Público, é um exemplo dessas iniciativas e só não foi voltada na Câmara Federal até agora em razão da mobilização dos demais policiais federais contrários ao projeto.
Na prática essa e outras propostas criam a carreira exclusiva de delegado (no plano estadual para os delegados da Polícia Civil e no plano federal para os delegados da Polícia Federal) e equipara seus integrantes aos membros de poder, além de reservar-lhes a atribuição de diligência, na fase investigatória e criminal, e garantir-lhes remuneração não inferior ao inicial ao limite fixado para o membro do Ministério Público, inamovibilidade, vitalidade entre outras vantagens corporativas.
Conforme o entendimento dos policiais, a PEC 549 e outras propostas do gênero, além de inconstitucionais, apresentam uma série de problemas e inconvenientes do ponto de vista político e fiscal para a União, os Estados e o Distrito Federal, a começar pela relação com outras carreiras do serviço público, com os demais componentes da carreira policial e de coronéis das polícias militares e do corpo de bombeiro dos Estados.
As inconstitucionalidades são muitas, mas a principal delas diz respeito à vinculação do subsídio do delegado ao do membro do Ministério Público, pela proibição da expressão do inciso XIII do artigo 37, segundo o qual "é vedada a vinculação ou equiparação de quaisquer espécies remuneratórias para efeito de remuneração de pessoal do serviço público".
Os inconvenientes e problemas são de ordem fiscal, pelo impacto que isso representará, especialmente na esfera estadual, e de ordem política, pela reação de outras carreiras e corporações que mantêm os mesmos patamares remuneratórios e hierárquicos, como os coronéis da PM e dos Bombeiros, que certamente irão exigir tratamento isonômico.
Do ponto de vista da segurança pública, as propostas que têm como objetivo alçar os delegados à carreira jurídica incorrem no erro de pensar o setor do ponto de vista meramente corporativo e jurídico. A Federação Nacional dos Policiais Federais entende a segurança pública sob o prisma da ciência policial e com todos operadores da segurança valorizados.
Especificamente em relação aos demais integrantes da carreira da Polícia Federal (escrivão, agente e papiloscopista), em que pese a previsão de ascensão funcional ou provimento derivado, não garante a permanência desses cargos na nova carreira nem tampouco assegura a atual relação remuneratória, à razão de 62% do subsídio do Delegado. Na prática, se aprovada, a PEC cria uma espécie de “delegado-juiz”, com um salário que irá ultrapassar os R$ 25 mil.
A PEC 549, e outras propostas, no formato proposto, não podem prosperar, sob pena de criar um enorme desarranjo interno nas diversas carreiras e corporações policiais do governo federal e estadual. E quem sairá perdendo com isso são as polícias, os policiais e, principalmente, a sociedade.
Fonte: Agência Fenapef com SINPEF/RS.
Comento:
Eu concordo com o posicionamento da FENAPEF. E vou mais além, sou contra o concurso externo para delegado das Polícias Federal e Civil, assim como, sou contra o concurso externo para Oficial da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. O ideal são os concursos internos, após todos terem entrado por uma porta única, ingressando na base.
Agora, caso o PEC passe, penso que os delegados devem ser de imediato retirados das Polícias Federal  e Civil, deixando de ser policiais e passando a fazer alguma coisa lá no Poder Judiciário. Não faz qualquer sentido um cargo de carreira jurídica integrar a estrutura das polícias.
Juntos Somos Fortes!

34 comentários:

Anônimo disse...

A remuneração do Bombeiro e do Policial Militar deve ser capaz de atender às necessidades vitais básicas (moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene e transporte).

O salário mínimo necessário para o trabalhador suprir despesas básicas como alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, higiene, transporte e lazer, como determina a Constituição Federal (artigo 7º, inciso IV), deveria ser de R$ 2.349,26 (DOIS MIL, TREZENTOS E QUARENTA E NOVE REAIS E VINTE E SEIS CENTAVOS). O cálculo foi feito pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) em NOVEMBRO de 2011.

Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma.” (Joseph Pulitzer)

Não há no Rio de Janeiro estrutura para sediar a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016!

A remuneração inicial para o cargo de consultor legislativo é de R$ 23.826,57. Para que você possa fazer um paralelo, os Soldados da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro recebem cerca de R$ 1.200,00 por mês.

O PAGAMENTO DE SOLDO INFERIOR AO VALOR DO SALÁRIO MÍNIMO VIGENTE AOS SARGENTOS, CABOS E SOLDADOS DA PMERJ E DO CBMERJ É UMA DEMONSTRAÇÃO DE DESRESPEITO.

Anônimo disse...

SÉRGIO CABRAL DESRESPEITA A PMERJ E O CBMERJ

Pagar um soldo inferior ao salário mínimo vigente é sinal de desrespeito.

Piso deveria ser R$ 2.349,26 para servidor arcar com despesas básicas.

O militar estadual (PM e BM) precisaria de um piso salarial no valor de R$ 2.349,26 (DOIS MIL, TREZENTOS E QUARENTA E NOVE REAIS E VINTE E SEIS CENTAVOS) para poder suprir as necessidades vitais básicas, de acordo com dados divulgados pelo DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em Dezembro de 2011 (referente ao mês de Novembro de 2011).

Amparo legal: Constituição da República Federativa do Brasil, inciso IV do artigo 7º.

http://www.dieese.org.br/rel/rac/salminMenu09-05.xml

Para o governador do Rio de Janeiro, o policial militar não tem valor nenhum!

POBRES POLICIAIS MILITARES DO RIO DE JANEIRO, POSSUIDORES DOS PIORES SALÁRIOS DO BRASIL!
E olha que o Estado do Rio de Janeiro possui a SEGUNDA MAIOR ARRECADAÇÃO DE IMPOSTOS DO BRASIL...

O QUE É FEITO COM O DINHEIRO PÚBLICO?

Desperdício de dinheiro público em 2011 com preparação para Copa chegou a R$ 776 milhões!

Não temos SAÚDE, não temos EDUCAÇÃO, não temos SEGURANÇA PÚBLICA, mas sediaremos a Copa do Mundo e as Olimpíadas. O que é mais importante?

O soldo do PM e do BM continua abaixo do salário mínimo vigente, contrariando a Constituição Federal (inciso VII do artigo 7º) e a Constituição do Estado do Rio de Janeiro (inciso I do artigo 92).

Anônimo disse...

A carreira de Delegado JÁ É jurídica. Simplesmente deixou de ser constitucionalmente expressamente assim reconhecida pela emenda 19/99, o que não a desnaturou. Quanto à desajuste e problemas com carreiras similiares, é justamente isto que a PEC tenta corrigir, pois carreiras similares a Delegado são as jurídicas. Se os coronéis querem se equiparar à alguém, primeiro têm que se decidir se são policiais ou militares: se decidirem ser militares, têm que se equiparar aos coronéis do Exército (que ganham muito menos que um coronél da PM) e caso decidam ser policiais, devem se equiparar à um Comissário da Polícia Civil, que é o ápice da carreira de agente da autoridade da polícia judiciária, assim como os coronéis o são da polícia preventiva. Quanto à constitucionalidade, é uma grande baboseira, pois a norma constitucional que veda equiparação de vencimentos citada não é clausula petrea, muito pelo contrário, foi instituída por emenda à CF, portanto, pelo poder constituinte derivado, tal qual a PEC.
Todavia, o absurdo enorme desta PEC é prever o provimento derivado. Seria um retrocesso no tempo, voltando à época dos "calças-curtas', quando um agente federal semi-analfabeto podia ascender à Delegado de Polícia sem a meritocracia do concurso público, mas somente sendo politicamente bem relacionado; ou pior ainda, igual acontecia no interior do nordeste, onde oficiais da PM eram "nomeados" Delegados de Polícia pelo Governador, mesmo sem ter ao menos passado perto de uma faculdade de direito.
Quanto à se Delegado for carreira jurídica ter que ser encaixado no Poder Judiciário, então tem que encaixar também os Promotores, Defensores, Advogados Públicos, Procuradores do Estado, Procuradores do Município (até os municípios pequenos), e até mesmo os advogados. Todas reconhecidamente carreiras jurídicas que NÃO integram o Poder Judiciário.

Anônimo disse...

Sem querer desmerecer o Daciolo, que foi cabra macho pra caramba, mas enquanto um integrante de baixo escalão de uma Corporação tiver que assumir a postura de um Cel para conquistar melhorias para sua instituição, as coisas sempre ficarão mais difíceis de serem conquistadas. De qualquer forma Daciolo, eu te admiro por ter botado a sua cara nessa história, que deveria ter tido outro personagem mais elevado.

CB PM Zeca Urubu

Anônimo disse...

FOI ENGRAÇADO.
CEL PM = comissário.

faz sentido.

Anônimo disse...

Só podia ser um delegado civil falando. "Se liga", vá fazer concurso para o MP, Judiciário, Defensoria, etc., e deixe a carreira de delegado pra quem realmente quer ser policial.
Infelizmente se tem visto é uma grande procura por mulheres que não tem a mínima vocação para o cargo, o que lhes interessa é o poder, o mando, a vaidade, quando na verdade o que procuram são as ditas carreiras jurídicas. Penso que também não conseguiram passar nos concursos para a carreira jurídica, e ficam querendo ingressar de outras formas. Para São poucos os homens com vocação para a carreira policial, ficar na delegacia e em outras repartições à disposição, mostra também que não estão nem aí para a função de delegado. Assim como, uma infinidade de homens mal preparados, que, não sei por qual motivo fazem interpretações pessoas diferentemente do que ensina o Direito.
Você delegado sabichão oriente o delegado do caso do Adriano, que as entrevistas dado a mídia sobre o indiciamento da garota baleada está fora de questão, ou ele (delegado) tem algum interesse pessoal no caso, que já configura prevaricação, ou não estudou corretamente nos livros grossos do Direito. Indiciá-la pelo delito de "Obstrução a justiça", é a coisa mais ridícula de se vê. Poderia sim indiciá-la por Denunciação caluniosa, ficaria mais prudente. É uma pena.
Ass: Oficial PM

Anônimo disse...

é necessario que se comente:
imagina a disposiçao e comprometimento dos coroneis em querer lutar pela suas dignidades.
digo: maravilha! maravilha,é isso que se espera! lutar por sua dignidade. mas a pergunra é: porque só apenas coroneis! os demais ,digo: praça não é a estençao de sua representaçao nos serviços a populaçao...
porque exigir tratamento isonomico quando na verdade deveria se pedir para todos. o sangue do praça é diferente... a pmerj é uma só. hierarquia é separar responsabilidade não pessoas?
o corpo é unico .os menbros sao muitos, mas a responsabilidade é de todos . dignidade é igualdade de aumento salarial.
se ouver segregaçao como há. ´se separar a uicidade, passamos a se torna unidade. nimguem ganha... ou se ganha temporariamente. existem varios coroneis pedindo favor e morrendo de fome porque seu padrao muda quando se reforma... a luta por dignidade é agora!!!!!!!!!! os coroneis estao nesta codiçao que fizeram por merecer....(estudaram para isso)mas a tropa espera dignidade e açao de seus comandos pela dignidade de um corpo só (PMERJ) ACIMA DE TUDO! QUE SOMOS NOIS!NOIS!NOIS! NAO EU.....

Paulo Ricardo Paúl disse...

Grato pelos comentários.
Sinceramente, colocar um bacharel em direito no cargo de delegado, sem qualquer experiência em investigação criminal, é uma postura "calça-curta", usando sua expressão. O concurso público deve ser para a base, isso é lógico e a ascensão por concursos internos em todos os níveis. E, quanto, a colocar os delegados no Poder Judiciário, isso se deve ao fato de ter que colocá-los em algum lugar, pois não poderiam continuar nas polícias. Eles passariam a ser auxiliares dos juízes, certamente, seriam utéis.
Juntos Somos Fortes!

Anônimo disse...

5 de janeiro de 2012 01:37

Oficial PM,atirar pedra no telhado dos outros é muito fácil,principalmente quando o assunto é o que está sendo abordado,se os Delegados querem ser equiparados a carreiras jurídicas é mais do que lógico,estudaram para isso,não pode um Coronel ou oficial querer ser comparado a um Delegado,que estudou em uma Faculdade de Direito durante 5 anos,mesmo requisito para as carreiras jurídicas,tem sempre que se atualizar,prestou concurso amplamente disputado,com nível de aprovação baixíssimo,devido ao grande nível de dificuldade de aprovação em todas as etapas do certame,comparado atualmente aos de Juízes e promotores.
Você diz que mulheres entram sem o mínimo de vocação,e o que podemos dizer da escolinha de Oficiais da PMERJ,que exige nível de 2º grau para homens e mulheres para ingresso,tempo de formação de uma escola de nível médio,e todas estas pessoas tem vocação para ser Oficiais da corporação?
Cabe observar,que muitos oficiais da pmerj foram os "fracassados dos concursos para Oficias das Forças Armadas",todo mundo sabe disso.
Não sabia,que para ser um profissional tinha que ter vocação,o que mais vemos são pessoas procurando uma estabilidade no serviço público,existem sim,aquelas que se identificam com a profissão,no mais existe um curso de formação profissional,e se a pessoa foi aprovada em todas as etapas,está mais do que capacitado para exercer a função,se ele não exerce a contento,é outra história,infelizmente isso acontece em todas as profissões.
Enfim,caro oficial,quer aparecer liga o pisca pisca,e ensinar a um Delegado trabalhar é até imoral,no mais nem leu o inquérito policial,faltavam provas ainda,como o exame de resíduo de pólvora.Caro oficial,oficiais da pmerj também estão a disposição de repartições e também não estão nem aí para a profissão,oficial vocês sabem muito é assinar papeleta,e usar o regulamento covardemente para satisfazer muitas das vezes as suas vaidades e vontades pessoais,não passa de um recalcado,vais estudar que faz melhor,quem sabe um dia você chega ao nível de um Delegado,Promotor,Juiz...

Anônimo disse...

Amigos, não tenham dúvida de que o Delegado quer o status de carreira jurídica para ter o mesmo valor que um Promotor e um Juiz. Com isso, eles esperam um melhor reconhecimento profissional e, certamente, ganhar um melhor salário, vide PEC 549. Enfim, tudo não passa de um lobby profissioal e eles estão certíssimo, pois bobo somos nós da PMERJ, que não planejamos nada, inclusive, o concurso para a APM já deveria exigir curso superior, tal como já fez praticamente todas as PM do Brasil.

Ass: Chupa Cabra

Anônimo disse...

O anônimo, você continua batendo na mesma tecla. Acho que você não deve ser nada na PCERJ e tem até inveja do posto de Cel. Acho também, que vc estudou alguma coisa, mas ainda não conseguiu passar no concurso para Delegado, por pura incopetência, porque Cel nunca será. Se não me falha a memária, em postagem anterior, o Cel PM Corrêa mostrou o dispositivo legal no MEC que considera o CFO com curso superior, inclusive, a publicação desse reconhecimento no Diário Oficial da União, tudo no ano de 1982, mas o seu preconceito é tanto que nem assim vc se viu satisfeito. Vai encher o saco de outro, safado, moleque, etc.!

Ass: Zeca Urubu

Anônimo disse...

"delegado já é carreira jurídica..." hahahahaha. Tem bobo pra tudo.

Anônimo disse...

Caro oficial fica se passando por outras pessoas,vide chupa cabra ,zeca urubu e outros é muito feio,você é tão covarde que não assina como "oficial",sei que são as mesmas pessoas,enfim,seja você mesmo "oficial pm",e não um oficial pm covarde.
O que eu sou,tão pouco importa aqui,eu ter inveja do posto de Cel PM,só pode estar de brincadeira,eu estudei,continuo estudando,quero vôos mais altos na minha vida,não ser um acomodado como você e outros oficiais(não generalizando),acho que é o contrário,você que é um recalcado ao extremo,vocês oficiais falam que os Delegados querem se equiparar aos Juízes e Promotores,mais esquecem que quando os Delegados se mobilizaram nesse objetivo,pelo fato dos mesmos possuírem os mesmos requisitos exigidos,o que não vejo nada de anormal nisso,os oficiais da pmerj,trataram logo de levantar o traseiro das cadeiras e salas de ar condicionado,se espernearam e queriam o mesmo objetivo dos Delegados,o que lamento dizer,seria indecente,imoral e impossível de acontecer,até pelo nível de escolaridade,certo que,nunca vi água e vinho se misturarem.
Quanto a Esfo,e ao Cel Corrêa um conservador ultrapassado,ele dizer é uma coisa,o site do MEC está a disposição para quem quiser consultar e tirar as reais conclusões se a ESFO é reconhecida como nível superior,só se for para a própria pmerj,o que nenhuma faculdade legítima reconhece,e mesmo se fosse,seria uma imoralidade,é como pegar um estudante do nível médio,no final do curso ele receber um diploma superior.
Enfim,não tenho preconceito,você que é um preconceituoso declarado e ainda recalcado,quando o assunto se refere aos Delegados de Polícia,já falei,estude,suas palavras não tem conteúdo nenhum,está acuado com o que escrevo,e quer me ofender,caro oficial,quem sabe um dia,você tenha moral para falar algo,principalmente dos Delegados,e me chamar aqui de moleque e safado, é muito cômodo,é tão covarde,que não assina nem as suas próprias postagens como tem feito anteriormente,e mais,não teria a coragem e decência de dizer isto na minha frente,me admiro o Cel Paul permitir estas palavras indecorosas que você escreve,e outras totalmente sem conteúdo,não está satisfeito comigo,só tenho a lamentar.

Anônimo disse...

Chupa cabra

Os Delegado podem ter este status de carreira jurídica,e os coronéis da pm só resta estudar,se formar em Direito,tentar ser aprovado,quem sabe eles serão reconhecidos como alguma coisa fora da pm,pois o Delegado é a autoridade policial e o coronel da pm é o que?

Anônimo disse...

Caro Cel Paul, esse moleque que fica aí falando mal de Cel, peço ao senhor que não publique mais nada dele, porque trata-se de um sem vergonha preconceituoso, que somente quer denegrir a imgem da PM, esquecendo-se que a PC também está uma merda, cheio de esquema de corrupção. Eles pensam que com o fim do Álvaro Lins a PC está ótima. Vai te catar moleque, vai arrumar o que fazer, ao invés de ficar aqui escrevendo merda, mesmo sabendo que o cheiro da sua instituição está insuportável.

Ass: Mão Branca

Anônimo disse...

Oficial seu vocabulário é medíocre,fica postando como se fosse outra pessoa,acha que engana quem,oficial você não deveria colocar "mão branca" e sim "mão de macaco",que você sabe muito bem o que é,não sou moleque,você não me conhece para dizer isso,é um descontrolado,bem típico dos oficiais prepotentes,e se me conhecer,garanto que coloco você no seu devido lugar,você é muito brabo dentro do batalhão de serviço e aqui neste blog,e com os valorosos praças da corporação,chega na Delegacia chama o Delegado de Doutor mesmo,mais é a regra,ele estudou tem este status em qualquer lugar,alguém já viu Delegado chamar Cel de Doutor?Seria como aquele velho ditado "o poste mijar no cachorro",e igual a cabeça de bacalhau,ninguém nunca viu!
Caro oficial,o CEL PAUL não é uma pessoa manipulada,aqui neste blog,você não apita nada,quem decide é o professor,aqui não tem covardia,não tem sim senhor e não senhor,mandas muito no batalhão e só,foi para isso que você estudou,você só é mais um leitor como eu e muitos outros,o Álvaro Lins foi oficial da pmerj,você esqueceu?
O que o Álvaro Lins,aprendeu na escolinha de oficiais,levou para a PCERJ,ou seja todo tipo de ilicitude e práticas criminosas,e foi devidamente preso por isso,o papel que a PMERJ não faz com os Oficiais corruptos a PCERJ,que você tanto critica seu recalcado,vem fazendo,muitos oficiais ainda estão impunes,mais por pouco tempo,a PCERJ não está uma maravilha,mais garanto se eu parar para postar aqui,veremos quem está mais "fétida",como você disse,se é a pmerj ou a PCERJ.
Enfim,oficial,seja mais educado,humilde,reveja seu vocabulário,você é desbocado e descontrolado,vá fazer um eletroencefalograma,deve ter algum tipo de distúrbio,e toma suquinho de maracujá,fica mais calminho.

Anônimo disse...

Resumindo: A pc é uma merda e a pm é um cocô.

Anônimo disse...

Caro Paul, que feio o que esses dois aí estão fazendo. Precisam urgentemente receber aula de boas maneiras, ao invés de ofensas mútuas. Penso que nessa bobeira que estão fazendo, quem sai perdendo é a PMERJ e a PCERJ, porque os leitores do seu blog vão acabar fazendo um juízo ruim das nossas instituições que, certamente, não merecem isso. Nem acredito que sejam Cel ou Delegado, porque o nível em que estão se estranhando não condiz com os cargos que ocupam. Manera aí amigos, colocam no blog algo que possa trazer alguma idéia boa, falou. Um abraço a ambos.

Anônimo disse...

Cel Paul, concordo com as críticas do anônimo quanto aos xingamentos que tenho feito desta besta quadrada da PCERJ, acredito, mas ele é muito prepotente, fala mal da gente seguidamente e ele precisa ser contido. Não sou oficial, muito menos Cel, apenas um SD que pretende chegar lá e, para isso, estou tentando o vestibular para a APM, mas o quanto esse sujeito é nojento, dar náuseas na gente, mas prometo que foi parar por aqui, mas ele vai continuar nos pichando, o senhor vai ver.

Anônimo disse...

Tem mais uma coisa que esqueci anônimo, além ter estar tentando entrar para a nossa academia, ainda faço Direito, mas não quero jamais ser Delegado, porque quero ser Coronel PM, pois o meu negócio é farda e não terno e gravata. OK

Anônimo disse...

6 de janeiro de 2012 10:41

Parabéns SD(ou oficial encubado),se você quer usar farda,cada um tem seu fetiche,aliás se você é um estudante de Direito e quer ser oficial da pm,seria um grande retrocesso,não precisa ser Bacharel em Direito para isso,basta o 2º grau,mais é uma opção sua,e eu a respeito,só para te lembrar que nem todos os Delegados usam terno e gravata,mais já que fez uma referência,terno e gravata são utilizados pelos Juízes,Promotores,Empresários,etc...

GLADIADOR disse...

Caro SD,se for realmente um soldado,espero que você seja um exemplo de oficial da corporação,é bom ver que muitos praças são estudantes de Direito,muitos já formados,só não esqueça das inúmeras injustiças que nós praças sofremos da grande maioria dos oficiais,porque o que mais vejo são ex sd que se tornaram oficiais,e hoje são tão canalhas e corruptos,quanto os mesmos oficiais que o sacanearam quando ainda era SD.

Ass: GLADIADOR,SGT PM,BACHAREL EM DIREITO.

Paulo Ricardo Paúl disse...

Grato pelos comentários:
Anônimo das 11:25hs, vc esqueceu: os políticos também usam ternos.
Juntos Somos Fortes!

Anônimo disse...

Faltou eu te dizer uma coisa anônimo, o Estado do Rio de Janeiro possui mais de 16 milhões de hab. Sabe quantos Coronéis existem na ativa da PM? 50 Coronéis. E quantos Delegados? Mais de 1000. Isso significa dizer que o cargo de Delegado é banalizado, enquanto o de Cel não, é muito mais difícil ser Cel, falou. E outra coisa: Vc já viu um Cel com farda de gala, azul petróleo ou branca, perto de um Delegado, em alguma solenidade? Acho que o Delegado deve morrer de inveja ou até ficar com vergonha, falou? E ponto final, não quero mais conversa com você, seu recalcado.

Ass: Um SD que um dia vai ser Cel, menos Delegado.

Anônimo disse...

Amigos, essa vaidade de quem é mais importante, se Cel ou Delegado, não possui nenhuma relevância, pois o que interessa é estar todo mundo bem, ganhando um bom salário, sendo respeitado pela sociedade e, enfim, cada um cumprindo o seu papel. Esses dois anônimos aí vão acabar ganhando o troféu das postagens mais inócuas desse blog.

Cel PM RR Corrêa

Anônimo disse...

Cel Paul,não esqueci,se for colocar iria me alongar,no mais,são inúmeras classes que se utilizam do terno e da gravata,a corrupção vai muito além de uma farda e de um terno,como também,existem muitos oficiais que utilizam,o Beltrami e o Mário Sérgio,que te prendeu,gostam muito de usar.

Anônimo disse...

SD(ou oficial covarde),tenho pena de você,está investindo seu suado salário estudando,para ser formar em Direito,onde existe um leque de opções de profissões e você quer ser oficial,tem gente que gosta de ser acomodado,como falei,respeito,é um direito seu,Deus deu livre arbítrio para cada um fazer o que quer da vida,cada um com seu fetiche,você quer usar fardamento,quer ser um Coronel,com as famosas estrelinhas e demais apetrechos,acho que você poderia ser modelo,já que gosta de aparecer,vai gostar quando for Cel e chegar a época natalina e o carnaval,daí você se enfeita bastante e coloca aqueles piscas piscas,vai ficar bacana.
Quanto a você dizer que o cargo de Delegado é banalizado,pensa que vai me atingir com isso,ledo engano,e dizer que é muito mais difícil ser Cel do que Delegado,deve estar surtando,vai fazer um exame psicológico deve estar precisando,não sei como foi aprovado para a polícia,por isso que está essa bagunça.
Realmente,em uma solenidade o Delegado deve morrer de vergonha e inveja do CEL,até porque,solenidade não é carnaval,e felizmente o Delegado tem a carreira dele para zelar,e não pode se prestar a estas vaidades,típicas dos oficiais,o que não o torna mais policial que qualquer outro,não é um fardamento que faz um bom policial,primeiramente,isso vem da educação,de berço,ter humildade o que falta a você SD(ou oficial covarde),um bom preparo na formação,estudo,honestidade,etc...etc...

Anônimo disse...

SD,6 de janeiro de 2012 12:37

SD,se existem 50 coronéis na corporação,uma pergunta que não se cala: O que eles fizeram ou fazem até hoje pela corporação,além de se venderem para o governo? Se for realmente um SD,tem muito que ver e aprender ainda nesta PMERJ.

Anônimo disse...

Me deixa em paz, seu desgraçado, safado.

Anônimo disse...

Não quero ser delegado, quero ser Coronel; não quero ser delegado, quero ser Coronel; não quero ser delegado, quero ser Coronel; não quero ser delegado, quero ser Coronel; ñão quero ser delegado, quero ser Coronel; não quero ser delegado, quero ser Coronel; não quero ser delegado, quero ser Coronel; etc.................. Sabe por quê? Não quero ser estereotipado de xxxxxxxx (preencha com a palavra que vc ache melhor, mas eu tenho uma que encaixa muito bem aí). Se você pensa que com o fim do Álvaro Lins a corrupção acabou na PCERJ, está viajando rapaz.

Ass: SD que quer ser Coronel, não quer ser delegado.

Anônimo disse...

6 de janeiro de 2012 15:37

Se entregou oficial,sabia que você não era o SD,você é um covarde,frouxo,conheço este vocabulário pobre,você só sabe utilizar "estereotipado",não tem mais nada na cartola? Eu não penso nada,a corrupção está em todas as instituições,na PCERJ existem as suas frutas podres,nem tanto como na pm,não fecho os olhos para o que está errado,na pmerj,os oficiais corruptos ficavam sempre impunes,só os praças iam pra rua,muitos por pura covardia,o que não é novidade na pm,isso é fato,por isso que vocês oficiais não querem o fim do militarismo,mais isso não está servindo de muita coisa pra vocês ultimamente,agora a história está mudando,a PCERJ faz o trabalho que a pmerj deveria fazer e isto é vergonhoso,todos os oficiais corruptos estão sendo presos,independente por quem seja,sejam pela civil ou federal,todos tem que ser presos com o rigor da lei,e isso tem incomodado muito,estão conhecendo como nunca,os corredores do judiciário,no mais,vai ser Coronel mesmo,até porque,com esse vocabulário pobre,será muita coisa pelo que tem apresentado neste blog.

Anônimo disse...

Cel PM RR Corrêa

Li algumas postagens suas,a vaidade existe mais vem de vocês oficiais,tem boletim reservado para encobrir as impunidades de seus pares,se regime militar fosse bom o regime militar estaria no poder até hoje,e é isso que você prega,que o militarismo é a solução,estamos vendo esta maravilha de cenário na pmerj,que os diga os oficiais corruptos,que passavam sempre impunes,se a pm depender de vocês oficiais para lutarem por melhorias salarias,os policiais irão morrer de fome,se venderam e continuam se vendendo para o governo,e agora você vem pregar este discurso hipócrita,de melhorias salariais,e respeito da sociedade? Você não passa de um conservador e ultrapassado,e ainda vem falar de postagem inócua,reveja as suas antes de atirar pedra no telhado dos outros.

Anônimo disse...

Caro amigo, eu tenho opiniões que podem desagradar, como foi no seu caso, mas não entro aqui para ofender ninguém, apenas procuro dar a minha contribuição sobre os temas lançados pelo proprietário do blog. É assim que devemos portar, não agir com radicalismo, porque não é uma maneira educada de divergir. Posso não ser o dono da verdade e sei que não sou, mas escrevo por mim, empresto a minha opinião, sem ofensas e com sinceridade. Por isso, quando posto algum comentário, não sou anônimo como você.
Cordialmente.

Cel PM RR Corrêa

Anônimo disse...

Cel Corrêa,pelo menos é o que diz ser,aqui é um espaço democrático,acredito que seja,ninguém impõe nada,tenho personalidade própria,cada um expõe o que pensa,dentro dos limites aceitáveis,como foi o seu caso e o meu,então,posso dizer o mesmo,que não agrado muita gente,sou muito sincero também,e como isso incomoda,principalmente aos oficiais que postam aqui,muitos encubados,no mais,postar como anônimo não é sinal de covardia,até porque,poderia colocar qualquer coisa como nome,até dizer que sou o Governador,e você colocar que é Coronel não altera em nada neste blog,podia ter alguma gerência quando você ainda era comandante em algum batalhão da pm e com seus subordinados.