quinta-feira, 3 de novembro de 2011

CRISE NA PM: A DESVALORIZAÇÃO DA FUNÇÃO DE COMANDANTE GERAL.

Eu tenho escrito e falado com insistência sobre a desvalorização contínua da função de Comandante Geral da PMERJ, após a exoneração do Coronel de Polícia Ubiratan. Tal situação deve causar preocupação para todos os Policiais Militares, ativos e inativos, Coronéis e Soldados, tendo em vista que o enfraquecimento da função acaba conduzindo ao enfraquecimento da própria Instituição, algo que só interessa aos que odeiam a Polícia Militar e olha que não são poucos.
Ratifico que o enfraquecimento não guarda relação com os homens que ocuparam a cadeira 01 após o dia 30 JAN 2008, mas sim com a forma como a função tem sido tratada pelo governo.
O desrespeito tem várias facetas e começou na tentativa de Oficial e ex-Oficial da Polícia Militar que integravam a equipe de Beltrame, tentarem comandar a PMERJ da SESEG/RJ, isso ainda no Comando do Coronel de Polícia Ubiratan, quando o então chefe do Estado Maior Geral, Coronel de Polícia Samuel reprimiu tal intenção, frustando os interessados.
O desrespeito se concretizou, por exemplo, na posse de Pitta, a qual foi feita às escondidas no interior do gabinete e com o BOPE guarnecendo o pátio do Quartel General, para evitar que os Coronéis Barbonos e/ou os 40 da Evaristo realizassem algum protesto. Tal realidade teve continuidade na posse de Mário Sérgio e atingiu seu auge, sua maior amplitude, na NÃO POSSE de Costa Filho, que simplesmente abriu a porta e sentou na cadeira 01, uma cadeira com mais de 200 anos de idealismo, destemor e honra.
Obviamente, alguns podem pensar que o cerimonial de posse é apenas um detalhe, mas não é. Além disso, essa é apenas uma das formas de desvalorizar, sendo que a maior sofrida por Costa Filho foi o fato de não poder escolher o 02 da PMERJ, o Chefe do Estado Maior, o qual foi imposto por Beltrame. Ele nem se deu ao trabalho de preservar o Comandante Geral, pois revelou isso dias depois da "posse", ao longo de uma entrevista.
Hoje, o jornal Extra estampa na capa:
"ORDEM DE COMANDANTE GERAL DA PM NÃO VALEU DE NADA.
Boletim Interno confirma que Coronel levou cinco policiais com ele em mudança de batalhão".
Uma vergonha!
Pior, lendo a matéria na página 10, constatamos que a PMERJ, através da sua Assessoria de Imprensa, informou que as transferências foram aprovadas pelo 02 imposto, o que nos coloca na seguinte situação:
O Comandante Geral diz uma coisa para a mídia e o Chefe do Estado Maior faz diferente.
A desvalorização da função precisa ser interrompida e cabe aos Coronéis de Polícia o desenvolvimento das ações para revigorar a cadeira 01, caso contrário a desmoralização continuará se agravando.
O problema será reunir os Coronéis de Polícia do serviço ativo para que lutem pela Instituição, considerando que significativa parcela foi colocada na "geladeira", estando na DGP sem função, o que os coloca fora da atual gestão.
Penso que a AME/RJ possa ajudar nesse processo, exigindo publicamente respeito à função de Comandante Geral.
Obviamente, o desrespeito não é do jornal Extra, que apenas transcreveu uma verdade, pois o fato ocorreu.
A falta de respeito parte do governo do Estado do Rio de Janeiro, o que é gravíssimo.
JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL
PROFESSOR E CORONEL
Ex-CORREGEDOR INTERNO

17 comentários:

Ricardo Oscar vilete Chudo disse...

A grande diferença entre SER COMANDANTE E estar comandante.

Anônimo disse...

Mistério.
Quem realmente Comanda a PMERJ ?

Anônimo disse...

Infelizmente estamos assistindo a degradação da Instituição Bicentenaria PMERJ, pelo Sr. Governador Sergio Cabral. Algo urgente tem que ser feito. Assistimos coroneis paralisados, sem demonstração de amor, respeito e gratidão pela nossa PMERJ.
Quando veremos de novo uma gama de coroneis corajosos como os barbonos, para tentarem mudar esse cenario decadente que se encontra a PMERJ.

CORONEIS, mudem esse quadro, so depende de vcs, inflamem a tropa e juntamente com os BM, vamos exigir o respeito aos homens que honram de forma digna essas importantes fardas.

Anônimo disse...

A policia esta falida!

Anônimo disse...

Quando foi mesmo que os coronéis de policia, enquanto fortes, fizeram algo pelos soldados?
Acho que o senhor quando diz ...preocupação para todos..., ...Coronéis e soldados, quer dizer Coronéis e demais oficiais.
Os soldados nunca foram respeitados por seus superiores, então lhe pergunto: o que temos a perder com essas mudanças?
É chegada a hora de mudanças significativas.
Esse modelo arcaico não cabe mais na atual sociedade.

Oxytt

Anônimo disse...

O jornal extra é conhecido por ser fantasioso, sensacionalista, nem sempre atendendo à ética no afã de vender mais para os menos capazes de julgar. O Cel Dias é um homem sério e está sendo jogado nessa onda possivelmente por interesse de algum grupo. Idem quanto às notícias de que era o comandante do BEP quando um preso importante fugiu, como se diretor de presídio tirasse serviço junto com guarda todos os dias e noites. Mudanças internas, movimentações, sempre existem, atendendo a um ou outro interesse público ou mesmo pessoal, quando possível e sem comprometer o interesse público. Não foi assim que concursados para o interior, às centenas, foram parar nas UPPs da capital? Não é assim que toda hora vai um PM parar em gabinete de deputado, prefeituras etc?
Se o chefe do EM autorizou é porque teve lá seus motivos e isso interessa ao comando e não ao jornal extra. Por que eles não se preocupam com o quantitativo de dinheiro público repassado a empresas de propaganda pelo governo sergio cabral? Por que não estampam na capa do jornal? Por que eles não se preocupam com os milhares de PM a disposição de outros órgãos? Coloquem na capa em destaque o nome das autoridades que possuem PMs a sua disposição. Podem crer que nem o chefe do EM, nem o comandante geral, nem o cel Dias tem poder para negar essas inúmeras movimentações, estas sim prejudiciais à sociedade e à intituição PM.

Anônimo disse...

O modelo que cabe na atual sociedade é aquele desejado por muitos alunos da USP e explicitado pela TV para todo o Brasil. Nada de policiais-militares por perto, para todos poderem fumar seu baseado à vontade no Campus.

Anônimo disse...

Desde o governo Garotinho...
A PM virou politicagem.
Civil também, lembram do Dr. Alvaro Lins...

Anônimo disse...

isso é uma VERGONHA!!!

Anônimo disse...

1° Sgt.BM Valdelei. Esclarecimentos a Tropa.

1° Sgt.BM Valdelei cidadão brasileiro. disse...
Bom dia a todos, principalmente as esposas que compareceram ao ato FORA CABRAL, no inesquecível dia 30/10/ 2011 no Leblon, é digo inesquecível assim narrado por uma das esposas presente ao ato FORA CABRAL. Vou tentar fazer compreenderem a não participação do SOS BOMBEIROS. O nosso lema continua sendo "NENHUM PASSO DAREMOS ATRÁS” E isso foi feito no dia 30/10/2011, apenas não avançamos, portanto não recuamos. Deixar de avançar não significa ser covarde, mas conseguir tempo para planejar um ataque mais corajoso. O Cel BM Sergio Simões, Comandante Geral do CBMERJ, questionou também a nossa liderança, dizendo que ele é o representante legal da nossa instituição, o CBMERJ, e para demonstrarmos que não somos donos da verdade e intransigentes, e não aberto ao diálogo, demos total liberdade ao nosso Comandante para continuar a negociar melhorias para todos nós do CBMERJ junto ao Governo,e aos parlamentares, e que essas melhorias seja estendida para todos do CBMERJ, ATIVOS, INATIVOS, REFORMADOS e as PENSIONISTAS. Recebemos duas informações, e por conta dessas informações, decidimos cancelar, ou adiar melhor dizendo o ATO FORA CABRAL.
1- Se este ato acontecesse o Governo através de seu comandantes, PMERJ e CBMERJ filmaria os participantes, e posteriormente identificariam e os prenderiam os que comparecessem ao ato, e não mais os "LÍDERES" do movimento SOS BOMBEIROS, segundo fontes seguras nossas, de que não prenderiam mais os "LÍDERES", com a desculpa de não nos promover por conta do movimento, e com isso ir enfraquecendo o movimento e implantando o terror e a DITADURA em toda a tropa.
2- E se o ATO FORA CABRAL acontecesse o nosso Comandante Geral também perderia o cargo, e isso seria mais uma forma covarde de nos "DIVIDIR” por arquitetação do Governador Sergio Cabral, e com toda certeza, nós os "LÍDERES" seríamos muito criticado, por não ter dado ao nosso Comandante nenhuma chance de negociação antes da votação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias),e que já se deu inicio as reuniões, e com uma audiência pública na ALERJ.
3- E peço que as esposas continue nos apoiando e acreditando na nossa causa e na nossa luta, por melhores salários e condições de trabalho, e lembrando a todos também que " OS QUE NOS DIVIDEM, NOS ENFRAQUECEM ".
1° Sgt.BM Valdelei Duarte, Diretor DO DEPARTAMENTO dos inativos, reformados e pensionistas da Associação SOS BOMBEIROS JUNTOS SOMSO FORTES.
Trecho de A Arte da Guerra, de Sun Tzu;
"Sun Tzu disse:
"Comandar muitos é o mesmo que comandar poucos. Tudo é uma questão de organização. Controlar muitos ou poucos é uma mesma e única coisa. “É apenas uma questão de formação e sinalizações”.

se não é vantajoso, nunca envie suas tropas; se não lhe rende ganhos, nunca utilize seus homens; se não é uma situação perigosa, nunca lute uma batalha precipitada...
Fonte: Blog Denúncia da Silva

Paulo Ricardo Paúl disse...

Grato pelos comentários.
Esclareço que denúncia encaminhada como comentário para esse artigo foi encaminhada para a Ouvidoria do MP, portanto, não será publicada nesse espaço.
Juntos Somos Fortes!

Anônimo disse...

SENHOR CMTE GERAL SÉRGIO SIMÕES, POR FAVOR TOME PROVIDÊNCIAS QUANTO À TERCEIRIZAÇÃO DA FAXINA NOS QUARTÉIS...A FAXINA ESTÁ ESTRESSANDO A TROPA E ATRASANDO A FOLGA DOS MILITARES. OLHE AS OUTRAS SECRETARIAS DO ESTADO...ESTAMOS EM PLENO SÉC. XXI E BOMBEIRO NÃO É FAXINEIRO NÃO...OBRIGADO. SOMOS TÉCNICOS E ESPECIALISTAS, TEMOS QUE NOS VALORIZAR. TERCEIRIZAÇÃO DA FAXINA JÁ!!!

Anônimo disse...

Ao anônimo de 3 de novembro de 2011 21:58, você não me entendeu, o que quis dizer em relação a atual sociedade e, usando o seu exemplo é que na USP não cabe mais MILITARES, policiais SIM.

Oxytt

Anônimo disse...

Anônimo do dia,3 de novembro de 2011 21:58

A sociedade não precisa de uma polícia militarizada para repressão,uma uniformizada,bem paga e treinada,desta feita,com suas garantias constitucionais o que não vemos no regulamento militar,liberdade do policial,na maioria das vezes é "cerceada",por pura vaidade dos oficiais,sem ao menos ter nível superior em Direito,agem como juízes.
Não precisamos de militarismo para que as instituições funcionem,se assim fosse,elas seriam militarizadas,e não venham com aquelas história que se não existisse militarismo viraria bagunça,com faltas de policiais ao serviço,isso é papo de oficial que não quer perder sua posição de comando e de inúmeras regalias que são proporcionadas pelo militarismo,"militar",somente para as forças armadas,a sociedade não quer saber se o policial é,capitão,cabo ou sargento,ela quer a presença policial e isso já basta. Ser um servidor civil,nunca foi sinônimo de indisciplina,ou de falta de hierarquia,pois todos estão submetidos a regras estatutárias que devem ser cumpridas sob pena de punição disciplinar e até de exoneração do serviço público.
Enfim,não podemos fechar os olhos,certo que todas as instituições possuem problemas na sua estrutura,sendo militarizadas ou não.

Anônimo disse...

boooa noite
isto se da a corvadia dos coroneis
corvarde mesmo
porque nao se posicionaram em tempo mas preferiram se submeter
colheu o que plantou....,

Anônimo disse...

No CBMERJ já é assim há algum tempo, os Coronéis não honram suas fardas e só brigam pra baixo, lamentável essa "doença" estar contagiando a PMERJ também...

Anônimo disse...

ACHO QUE COM AS APREENSÕES DESTA SEMANA NA ROCINHA, O CHOQUE PASSARÁ A GANHAR R$ 2.000,00 DE GRATIFICAÇÃO, O BOPE R$ 3.000,00 E ALÉM DISSO, A CIVIL TAMBÉM R$ 3.000,00 E O PAPAI NOEL(CABRAL) TRARÁ DE PRESENTE UM VALE NATAL(GRATIFICAÇÃO DE PRODUTIVIDADE) PARA TODOS OS POLICIAIS DO RJ DE R$ 6.000,00....ENQUANTO ISSO....O BOMBEIRÃO DO RJ VAI GANHAR O SUPER VALE NATAL DE R$ 100,00(VALE COMPRAS PRO FRANGUINHO) E A SUPER GRATIFICAÇÃO DE R$ 350,00(SE FIZER O CURSO NE?)....PARECE ATÉ PIADA....RSRS...