quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

CRISE NA PM: OS SOLDADOS E OS SEUS DIFERENTES SALÁRIOS.

Prezados leitores, vocês podem não acreditar, mas os Soldados da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro recebem salários variados, mesmo possuindo igual tempo de serviço, isso em razão das gratificações recebidas.
Tomemos o salário base como sendo de R$ 1.200,00.
Se o Soldado trabalha em um batalhão, ele recebe R$ 1.200,00 + R$ 350,00 (gratificação) = R$ 1.550,00.
Um Soldado que trabalha em uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) recebe R$ 1.200,00 + R$ 500,00 (gratificação) = R$ 1.700,00.
O Soldado da UPP ganha 10% a mais que os Soldados que trabalham nos batalhões.
Um Soldado que trabalha no Batalhão de Polícia de Choque recebe R$ 1.200,00 + R$ 1.000,00 (gratificação) = 2.200,00.
O Soldado do BPCh ganha 30% a mais que os Soldados que trabalham nos batalhões.
Um Soldado que trabalha no Batalhão de Operações Especiais (BOPE) recebe R$ 1.200,00 + R$ 1.500,00 (gratificação) = 2.700,00.
O Soldado do BOPE ganha 60% a mais que os Soldados que trabalham nos batalhões.
Isso é justo?
Claro que não!
Pior, Soldados do BPCh e do BOPE ganham mais do que Cabos e Sargentos que trabalham nos batalhões.
Penso que seja imoral, injusto e ilegal.
Juntos Somos Fortes!

3 comentários:

Anônimo disse...

Bom Dia Cel Paúl!
O seu texto foi oportuno, na última linha verificamos que isto é uma forma de desanimar o militar em prestar concurso interno a graduação posterior que ele se encontra, na vida de caserna nas FFAA, ONDE SERVI POR 3 ANOS, nunca soube que o soldado teria seus vencimentos acima do cabo, ou cabo tivesse os seus ganhos acima do sargento isso e ilegal e injusto, temos aí uma forma de humilhar o militar, o mais justo seria um aumento linear do cel até ao soldado,acabar com essa tal de GRATIFICAÇão.E os INATIVOS E PENSIONISTAS QUE ESTÃO PASSANDO NECESSIDADE EXTREMA(DOENTE, FOME, NUDEZ,ETC...). Os PPMM que estão na ativa , estarão na inatividade mais alguns meses ou anos,as gratificações sairão dos seus contracheque. Esclarecendo ainda que qualquer afastamento da atividade fim é subtraído o benefício, é por isso que eu sou contra AS GRATIFICAÇÕES QUE AUTOMATICAMENTE EXISTE O DESVIO DA HIERARQUIA.

Paulo Ricardo Paúl disse...

Grato pelo comentário.
Juntos Somos Fortes!

Anônimo disse...

UMA PERGUNTA QUE NÃO SE CALA:

PARA QUE EXISTE UM COMANDANTE GERAL NA PMERJ?