sábado, 17 de dezembro de 2011

BOMBEIROS MILITARES - ALERJ - REPERCUSSÃO.

"JORNAL O DIA:
(...)
PM impede protesto na Alerj.
Policiais do Batalhão de Choque montaram uma barricada ontem diante do Palácio Tiradentes, sede da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). A escadaria foi isolada por uma cerca, e a entrada principal foi fechada. A ação, que mobilizou 100 PMs e quatro veículos da polícia, tinha como objetivo — que foi cumprido — impedir um protesto de bombeiros contra o aumento no salário do governador Sérgio Cabral.
Para aumentar a tensão, a segurança da Alerj recebeu na véspera denúncia anônima dizendo que um atentado seria realizado ontem à tarde contra o deputado Marcelo Freixo (PSOL), e reforçou os cuidados. Mas ninguém foi preso, e o parlamentar está em segurança.
De acordo com a polícia, a ação do choque era preventiva, para impedir a invasão da Alerj ou um acampamento no local. Ao contrário do ocorrido em junho, quando 439 bombeiros foram presos após ocupar o quartel-general da corporação, não houve confronto. A chuva contribuiu para dispersar os manifestantes.
Líder dos protestos, o cabo Benevenuto Daciolo orientou os cerca de 100 colegas a evitarem o enfrentamento. “Vamos permanecer pacíficos, ou de heróis passaremos a vândalos”, disse.
O aumento de 6,5% no salário do governador, de R$ 17.200 para R$ 18.300, foi aprovado pela Alerj na quarta-feira. Os bombeiros querem piso de R$ 2 mil.
A assessoria de imprensa do comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões, informou que o oficial “mantém o diálogo aberto com os representantes do grupo” e, por isso, descarta uma greve. Ele alega que a antecipação de seis meses de reajustes salariais totaliza um aumento de 11,5% em 2011.
Reportagem de André Zahar e Gabriela Moreira (Leiam)".
Juntos Somos Fortes!

7 comentários:

Investigador Baptista/PR disse...

É um absurdo este abismo que existe entre o salário de um bombeiro e seu comandante.Eu queria ver,oficial superior sobreviver com menos de R$30,00 por dia.

Anônimo disse...

Uma realidade injusta - desespero

Os heróis do povo recebem o pior salário do Brasil!

Os MILITARES ESTADUAIS merecem uma vida melhor.

R$ 3.600,00 deveria ser o piso salarial dos BOMBEIROS e POLICIAIS MILITARES do Rio de Janeiro. Sem uma remuneração digna não é possível dar à população a excelência de nossos serviços, trazendo paz e tranquilidade em todo o Estado.

O aumento de 6,5% no salário do governador, de R$ 17.200 para R$ 18.300, foi aprovado pela Alerj na quarta-feira. A tropa está atolada em empréstimos e precisa demonstrar a sua insatisfação à população.

POLICIAL MILITAR TER QUE FAZER "BICO" É O FIM DA PICADA!

POLICIAL MILITAR RECEBER UM SOLDO INFERIOR AO SALÁRIO MÍNIMO É O FIM DA PICADA!

Anônimo disse...

A remuneração do Policial Militar tem que ser capaz de atender às necessidades vitais básicas (moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene e transporte).

O SALÁRIO MÍNIMO NECESSÁRIO FOI ESTIMADO PELO DIEESE, EM NOVEMBRO DE 2011, NO SEGUINTE VALOR: R$ 2.349,26 (DOIS MIL, TREZENTOS E QUARENTA E NOVE REAIS E VINTE E SEIS CENTAVOS).

Amparo legal: Constituição da República Federativa do Brasil, capítulo II, Dos Direitos Sociais, artigo 7º, inciso IV.

http://www.dieese.org.br/rel/rac/salminMenu09-05.xml

Anônimo disse...

O PAGAMENTO DE SOLDO INFERIOR AO VALOR DO SALÁRIO MÍNIMO VIGENTE AOS SARGENTOS, CABOS E SOLDADOS DA PMERJ E DO CBMERJ É UMA DEMONSTRAÇÃO DE DESRESPEITO.

Anônimo disse...

IMAGINE QUE COM 11% AINDA É O PIOR SALÁRIO DO BRASIL.

Anônimo disse...

OPERAÇÃO FORA CABRAL JÁ,INTERVENÇÃO FEDERAL NO CBMERJ JÁ,DESMILITARIZAÇÃO DO CBMERJ JÁ.

Anônimo disse...

FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL,FORA CABRAL.