quarta-feira, 5 de outubro de 2011

O ESCÂNDALO DOS ENCARGOS ESPECIAIS NO GOVERNO SÉRGIO CABRAL (PMDB).

Imprensa RJ.
Notícias.
Planejamento e Gestão.
Estado terá orçamento de R$ 61,96 bilhões em 2012
Projeto de Lei do Orçamento Anual (PLOA) já foi enviado à Alerj pelo governador Sérgio Cabral.
(...)
Entre as funções que realizarão os maiores gastos (despesas correntes e de capital) em 2012 estão: Encargos Especiais (R$ 17,74 bilhões), Previdência Social (R$ 9,53 bilhões), Educação (R$ 8,01 bilhões), Saúde (R$ 4,21 bilhões) e Segurança (R$ 5,66 bilhões), totalizando R$ R$ 45,15 bilhões apenas nessas áreas. A função Assistência Social aplicará R$ 436,07 milhões, onde se destaca o programa Renda Melhor, que transferirá R$ 160 milhões às famílias fluminenses de extrema pobreza (leiam a íntegra).
COMENTO:
Prezado leitor, você sabe o que são encargos especiais?
Não!
Deveria saber, pois segundo a imprensa oficial do governo Sérgio Cabral (PMDB), ele gastará com encargos especiais o mesmo que gastará com educação + segurança + saúde, isso em 2012.
É a maior despesa, quase o dobro da segunda maior.
Quem recebe esses encargos especiais?
Temos que descobrir, considerando que se eles não existissem, teríamos o DOBRO para aplicar nas três áreas principais do serviço público.
Temos que descobrir quem recebe esses encargos especiais e por que recebem.
Peço ajuda de todos.
Adianto que na Polícia Militar os encargos especiais são distribuídos como se fossem gratificações. 
JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL
PROFESSOR E CORONEL
Ex-CORREGEDOR INTERNO

Um comentário:

Ricardo Oscar vilete Chudo disse...

Pseudo denominações para pseudo destinos.