segunda-feira, 10 de outubro de 2011

EU ACEITO A CRÍTICA, MAS MOSTRE-ME O QUE FAZER?

A posição mais cômoda é a do crítico.
Eu posso afirmar isso baseado na minha própria experiência, pois sou um crítico ácido.
O crítico simplesmente pega um tema e solta o verbo ou ataca o teclado, apontando o defeito ou os defeitos do seu alvo naquele momento.
Criticar é muito fácil.
Criticar anonimamente é mais fácil ainda.
Difícil é criticar e apontar o caminho do acerto.
Mais difícil ainda é demonstrar na prática que o caminho do acerto proposto, efetivamente, conduzirá ao êxito.
Eu tento me cobrar essa postura, o que nem sempre consigo, confesso.
Além de criticar, sou alvo de muitas críticas, sendo que a maioria delas está voltada para a relação entre as minhas ações e o meu posto, quando alegam que isso ou aquilo que faço não é postura de um Coronel.
Procuro entender essas críticas em face do ineditismo de algumas de minhas ações, realmente nunca vistas na Polícia Militar.
Um Coronel de Polícia que panfleta e segura faixas criticando o governo e o comando da PMERJ, em frente ao Quartel General, por exemplo, penso que postura semelhante nunca tenha ocorrido, antes de mim.
Vez por outra, acrescentar a esse protesto um boneco, aumenta a possibilidade do fato ser inédito em mais de 200 anos de história.
Tais ações sempre são alvo de críticas, pois não são posturas de um Coronel e só podem ser coisa de alguém que esteja desequilibrado emocionalmente, afirmam os críticos.
Esquecem os críticos que eu não comecei a protestar dessa forma, na verdade comecei a protestar nas reuniões de Oficiais, onde sempre fui contra a dominação política que se instalava na Polícia Militar. Protestei oralmente e por escrito.
Protestos inócuos.
Não desisti, participei da organização de um grupo de resistência, os Coronéis Barbonos e, novamente, participei de reuniões com o secretário de segurança e com o governador, além disso, o grupo apresentou formalmente um documento com os principais problemas da Corporação.
Protestos inócuos.
Organizei um blog para dar visibilidade aos nossos protestos.
Inócuo.
Os Coronéis aguardaram por meses uma simples resposta, mas nada foi respondido. Diante disso, realizamos uma caminhada cívica para conscientizar a população sobre as mazelas.
Protesto inócuo e seguido de uma série de represálias.
Segui protestando em dezenas e dezenas de atos, alguns deles agindo isoladamente.
Todos inócuos e a situação da PMERJ piorando a cada dia.
Ao longo dessa luta que já dura mais de quatro anos, vi a Polícia Militar ser completamente humilhada pelo poder político, perdendo a sua identidade e seus principais valores.
Vi calorosos críticos das nossas ações alcançarem o posto de Coronel de Polícia e ficarem cegos, surdos e mudos sob o peso das gemadas.
Apesar de tudo, não posso desistir, simplesmente, embora deva confessar que a possibilidade de largar a luta e seguir na direção de viver a minha vida longe desses problemas, seja um enorme atrativo e uma ótima justicativa.
Aos críticos, ratifico que aceito as críticas, entendo cada uma delas inclusive como um mecanismo de defesa para seus autores, diante da própria inércia. Entretanto, rogo que mostrem-me o que fazer e como fazer, prometo que mudarei minha postura de imediato, caso considere correta a alternativa?
Só peço para que não me aconselhem a fazer como vocês, ficar assistindo a degradação da PMERJ, sem mover um músculo.
Isso eu ainda não sei fazer, quem sabe possa aprender um dia, tenho tido ótimos professores.
JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL
PROFESSOR E CORONEL
Ex-CORREGEDOR INTERNO

14 comentários:

Anônimo disse...

PEC 300 - Sem reajustes para policiais, Brasil corre o risco de sofrer “apagão” da segurança pública
Para especialistas, PEC 300 é importante, mas é insuficiente para solucionar o problema

A Câmara dos Deputados deve votar ainda em 2011, em segundo turno, a PEC 300, proposta que cria um piso nacional para policiais militares, civis e bombeiros. Mas apesar de concordarem com a aprovação da medida, que enfrenta resistência por parte dos governos estaduais e federal, especialistas ouvidos pelo R7 dizem que ela não é suficiente para solucionar o problema da segurança pública no Brasil.

Vote: qual deve ser o piso salarial da PM?

Para Guaracy Mingardi, analista criminal e professor da escola de Direito da FGV (Fundação Getúlio Vargas), e para o secretário executivo do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio de Lima, o Brasil deveria fazer uma “profunda reforma” em seu sistema de segurança, na qual o reajuste salarial das categorias seria apenas um dos pontos a serem implementados, mas não o único.
Continue lendo >>

Sgt PM Sergio (veterano) disse...

Cel Paúl,não sei e nem é minha pretensão saber como o senhor era na ativa, como era o seu modo de pensar, só sei que o senhor fazer o que esta fazendo é mais do que justo, se na Briosa Policia Militar a quem dediquei 30 anos dando o meu sangue literalmente pois fui ferido várias vezes e continuo a lutar por dignidade junto aos heróis dos Bombeiros Militares de Cabo Frio. Se na Policia Militar tivessem Oficiais e praças ombreando conosco seria mais facil a vitória porém é facil criticar anonimamente( ou melhor covardemente)pois são pessoas sem dignidade,caráter que envergonham sua própria familia.Parabéns Coronel continue na sua luta nem que seja sózinho,seja o Beija Flor apagando o fogo na floresta, faça sua parte,um abraço fraternal de seu subordinado. Sgt PM Sérgio oliveira (veterano)

Anônimo disse...

Caro Cel Paul. Sei que durante sua carreira agiu da forma como explanou, disciplinadamente, porém sempre manifestando suas posições (corretas por sinal). Admiro-o por manter a chama acesa e torço pelo sr mas, infelizmente, não acredito em melhoras. Tivemos mais um exemplo recente: a passeata gay reuniu +- 700 mil pessoas em copacabana. São coisas desse tipo que fazem o nosso povo juntar-se e reivindicar. O que é mais importante, não querendo desmerecer e evento, coisas do tipo corrupção desenfreada, má administração, saúde à mingua, professores mal pagos, segurança pública mal das pernas, mensalões, ONGs fajutas minando os cofres públicos etc. não merecem a mesma atenção por parte do nosso povo.

CB Mattos CBMERJ disse...

CB Mattos CBMERJ
Coronel Paúl minha continência para o senhor não de atenção para esses comentários deprimente, querem te desanimar.
Juntos Somos Fortes.
Nenhum passo deremos atrás.

Anônimo disse...

CEL PAUL,REALMENTE ALGUMAS ATITUDES QUE O SENHOR TOMOU COMO CORREGEDOR QUANDO NA ATIVA,EU DISCORDO,POIS CONHEÇO BONS POLICIAIS QUE FORAM EXCLUIDOS SEM EXERCER O PLENO DIREIRO DE DEFESA E HOJE ESTÃO SENDO REENTEGRADO.PORÉM HOJE O ADMIRO MUITO E COLOCO JUNTO AOS MEUS COMPANHEIROS O SENHOR COMO EXEMPLO A SER SEGUIDO!

Anônimo disse...

EXCLUSIVO! O mundo mágico de Sérgio Cabral em Mangaratiba - Capítulo 1

http://www.blogdogarotinho.com.br/lartigo.aspx?id=8246

EXCLUSIVO! O mundo mágico de Sérgio Cabral em Mangaratiba – Parte 2
As duas mansões no luxuoso Portobello

http://www.blogdogarotinho.com.br/lartigo.aspx?id=8247

EXCLUSIVO! O mundo mágico de Sérgio Cabral em Mangaratiba – Parte 3

http://www.blogdogarotinho.com.br/lartigo.aspx?id=8248

EXCLUSIVO! A milionária cobertura de Sérgio Côrtes na Lagoa

http://www.blogdogarotinho.com.br/lartigo.aspx?id=8254

SGT BM RENILTON LOPES DO NASCIMENTO disse...

LÓGICO....COMO PODE UM GOVERNADOR DO ESTADO ESTAR DE ACORDO E PEDINDO A LIBERAÇÃO DAS DROGAS QUE TANTO TEM MATADO OS NOSSOS JOVENS....COMO O BRASIL PODE IR PRA FRENTE COM UM GOVERNADOR DESSES?

Sérgio Cabral sugere a legalização da maconha
Afirmação foi durante entrevista à Folha de São Paulo e à Rede TV

Do R7 | 06/12/2010 às 12h14
..Publicidade
...Em entrevista à Folha de São Paulo e à Rede TV, neste domingo, o governador do Rio Sérgio Cabral afirmou que vai sugerir à presidente eleita Dilma Rousseff, que leve a fóruns internacionais o debate sobre a legalização das drogas consideradas leves.

O governador afirmou que "a repressão pura e simples não tem sido inteligente" e que "a proibição leva a mais prejuízo do que uma ação inteligente do poder público".

Para o governador, num primeiro momento, a experiência poderia ser feita com a maconha. Ele afirmou ainda que a repressão às drogas mata "inocentes" e demanda um "gasto" que poderia ser aplicado em outras áreas.

Cabral ressalvou porém que a legalização deve ser adotada por um grupo de países, o que só poderia ser feito a partir de instituições internacionais como na ONU e no G-20.

- É um tema que merece a atenção dos chefes de Estado.

Ainda durante a entrevista Cabral disse que vai sugerir à Dilma que avalie "a unificação das polícias militar e civil". E defendeu a legalização dos jogos de azar no país.

- Regras claras, transparentes dariam controle legal sobre a atividade. Falta intensividade na discussão da vida como ela é.



Quer ler mais notícias? Clique aqui
Faça seu e-mail @R7. É fácil, rápido e grátis!
.

Mosaico disse...

Criticar não é fácil.
Crítica digna deste nome não é para amadores, mas para quem tem experiência, conhecimento e sabedoria para não aceitar absurdos e propor soluções melhores.
Certamente que o péssimo governador sabe do fracasso que tem sido a administração Cabral e não é sem motivo que gasta muito com propaganda comprando a mídia televisiva e jornais no Rio de Janeiro. A população não se deixa enganar, tomam conhecimento, grande parte pela informação disseminada por Críticos como Paúl.
Os resultados da crítica a este desgoverno já apresentam algum efeito. O desgaste não é só daqueles que se opõe a opressão, mas de Cabral que sabe quanto mal tem feito, não apenas aos servidores públicos mas a todo o povo. No final, o voto será a resposta de repúdio aos que estão a de propagar a corruptocracia no Estado do Rio de Janeiro. Fora Cabral! JSF.

Mosaico disse...

Criticar não é fácil.
Crítica digna deste nome não é para amadores, mas para quem tem experiência, conhecimento e sabedoria para não aceitar absurdos e propor soluções melhores.
Certamente que o péssimo governador sabe do fracasso que tem sido a administração Cabral e não é sem motivo que gasta muito com propaganda comprando a mídia televisiva e jornais no Rio de Janeiro. A população não se deixa enganar, tomam conhecimento, grande parte pela informação disseminada por Críticos como Paúl.
Os resultados da crítica a este desgoverno já apresentam algum efeito. O desgaste não é só daqueles que se opõe a opressão, mas de Cabral que sabe quanto mal tem feito, não apenas aos servidores públicos mas a todo o povo. No final, o voto será a resposta de repúdio aos que estão a de propagar a corruptocracia no Estado do Rio de Janeiro. Fora Cabral! JSF.

EVANGELHO SEGUNDO SÃO MATEUS disse...

EVANGELHO SEGUNDO SÃO MATEUS 6

16 «Quando vocês jejuarem, não fiquem de rosto triste, como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto para que os homens vejam que estão jejuando. Eu garanto a vocês: eles já receberam a recompensa. 17 Quando você jejuar, perfume a cabeça e lave o rosto, 18 para que os homens não vejam que você está jejuando, mas somente seu Pai, que vê o escondido; e seu Pai, que vê o escondido, recompensará você.»
19 «Não ajuntem riquezas aqui na terra, onde a traça e a ferrugem corroem, e onde os ladrões assaltam e roubam. 20 Ajuntem riquezas no céu, onde nem a traça nem a ferrugem corroem, e onde os ladrões não assaltam nem roubam. 21 De fato, onde está o seu tesouro, aí estará também o seu coração.

22 A lâmpada do corpo é o olho. Se o olho é sadio, o corpo inteiro fica iluminado. 23 Se o olho está doente, o corpo inteiro fica na escuridão. Assim, se a luz que existe em você é escuridão, como será grande a escuridão!

24 Ninguém pode servir a dois senhores. Porque, ou odiará a um e amará o outro, ou será fiel a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e às riquezas.»

Alexandre, The Great disse...

Eu também sou um crítico seu, mas são críticas (análises) sempre positivas. É equivocado imaginar que a crítica seja sempre negativa, ela é fruto de uma interpretação de algo que o outro falou ou escreveu. Da mesma forma tenho uma sugestão - um caminho - para a solução desse grande mal que assola o RJ e até o Brasil numa escala maior; contudo ela não é ortodoxa: vamos tomar uma RUMB e montar um aparelho.
Juntos Somos Fortes(depois dessa seremos invencíveis!)

Anônimo disse...

NÃO SE DEIXE ESMORECER COMANDANTE!!!!O SR. É NOSSO ESPELHO E NOSSA INSPIRAÇÃO PRA CONTINUAR LUTANDO!!!ABRAÇOS AO GUERREIRO !!!!!!!

Anônimo disse...

oficial bombeiro tem contrato cancelado de ttc, porfazer parte do sos,a minha dignidade ninguem compra!

Anônimo disse...

Show Cel Paúl ! Muito bom mesmo ! Parabens pelo excelente comentario ! Sgt BM Barbosa