domingo, 18 de setembro de 2011

MÁRIO SÉRGIO E SEUS "CAVEIRAS" SEGUEM CUMPRINDO A MISSÃO.

SITE R7:
Falta de munição e poucas aulas de tiro comprometem formação de PMs da UPP do Complexo do Alemão.
Recrutas reclamam de falhas no treinamento em curso da Polícia Militar.
Carlyle Jr., do R7 | 17/09/2011 às 14h19.
Os futuros policiais militares que devem integrar a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) do Complexo do Alemão, na zona norte do Rio, em março de 2012, reclamam que têm poucas aulas de tiros e de abordagem policial durante o curso de formação de soldados.
Os alunos do CFAP (Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças), a principal porta de entrada da Polícia Militar, relatam ainda atrasos no recebimento dos uniformes e problemas na alimentação e acomodação oferecidas na unidade.
De acordo com o regulamento da PM, os alunos do CFAP devem fazer 330 disparos com diversas armas, como fuzil, pistola calibre 40 e revólver 38, durante os seis meses de curso. No entanto, um recruta, que não quis se identificar por medo de represálias, conta que só deu 70 tiros, apenas 21% do que o treinamento exige, em cinco meses de aula.
Outro aluno relata que, muitas vezes, a munição acaba antes de chegar a sua vez de atirar.
- A munição é sempre um problema nas aulas. A gente faz um revezamento para que todo mundo tenha a chance de atirar.
Um instrutor do CFAP confirma a reclamação dos alunos e conta que a falta de munição sempre fez parte das principais carências do centro de treinamento.
- Os alunos sempre enfrentam esse problema durante o curso de formação. Falta de munição é um problema crônico do CFAP.
Os recrutas temem que as falhas no treinamento prejudiquem a atuação no combate à criminalidade nos morros cariocas. Uma aluna reclama que as aulas de abordagem policial estão de longe de ser compatíveis com a realidade nas ruas.
- Tem gente procurando curso fora do CFAP. Acho que não estamos preparados para uma possível invasão de criminosos, por exemplo.
Falta de fardas e rachaduras em prédio
A falta de fardas e uniformes é outro problema que incomoda os alunos. Eles relatam que, sem roupas adequadas, os instrutores determinaram que os recrutas deveriam usar calças jeans azuis, camisetas brancas e tênis preto durante o treinamento. Uma aluna conta que teve que comprar o “novo uniforme”.
- A ajuda de custo, que não chega a R$ 800, não dá para nada e ainda tive comprar as roupas e o tênis.
A alimentação no CFAP também não está agradando os futuros policiais. Outro recruta lembra que, por causa da comida, vários alunos tiveram problemas intestinais e foram impedidos de retornar para casa em um fim de semana.
- A comida é muito ruim. Uma vez comprei uma quentinha e quase fiquei preso no quartel por causa disso.
Um instrutor relata também problemas na estrutura do prédio da 5ª Companhia, um dos locais de acomodação dos recrutas. Segundo ele, apesar de recém construído, o lugar tinha rachaduras nas paredes e nas pilastras, o que teria atrasado o ingresso de uma nova turma no CFAP. Ainda de acordo com o instrutor, o edifício passou por uma reforma para corrigir os defeitos na construção.
Pressa para formar novos policiais
Segundo a Polícia Militar, cerca de 3.200 alunos fazem o curso de formação de soldados no CFAP. No início de setembro, o governador Sérgio Cabral (PMDB) anunciou que outros 1.800 PMs devem se formar até o fim de 2011 e integrar o quadro de agentes das favelas pacificadas.
Para o ex-comandante geral da PM, coronel Ubiratan Ângelo, a pressa em formar novos policiais para atender a demanda nas ruas pode prejudicar o planejamento e o cronograma do curso de formação de soldados.
- A necessidade política de colocar mais policiais nas ruas, às vezes, provoca um apelo para que a polícia acelere a formação. O programa de treinamento da polícia é excelente e, se for seguido corretamente, o PM terá um bom preparo. Mas se houver uma vontade política de acelerar e encurtar a formação, aí haverá uma deformação do novo policial.
Visita de Beltrame
Após a denúncia de que policiais militares da UPP dos morros da Coroa, Fallet e Fogueteiro, no Catumbi, zona central do Rio, recebiam propina de traficantes, o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, afirmou que a conduta dos PMs e as falhas no treinamento dos agentes podem explicar o comportamento corrupto.
- Eu acho que é um conjunto de coisas, que pode ser treinamento, academia e formação.
No fim de julho, Beltrame esteve no CFAP e constatou alguns problemas relatados pelos alunos. Ele não gostou do que viu e pediu a troca do comando do centro de treinamento. Por conta disso, o coronel Carlos de Souza Alves, então comandante do Batalhão de Jacarepaguá (18º BPM), passou a ocupar o cargo da oficial Edite Bonfadini.
Na avaliação do coordenador do curso de Aprimoramento da Prática Policial Cidadã da ONG Viva Rio, Fabiano Monteiro, os problemas relacionados à formação policial podem interferir na conduta dos agentes.
- A valorização profissional é um fator que influencia diretamente no bom desempenho de um profissional. Qualquer deficiência prejudica o processo de formação de um bom policial.
Procurada pelo R7, a Polícia Militar não se pronunciou até a publicação desta reportagem (leiam mais problemas na formação no "confira também").
JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL
PROFESSOR E CORONEL
Ex-CORREGEDOR INTERNO

12 comentários:

Anônimo disse...

Pául isto me lembra um caso de um delegado da pcerj João Fontenelle que construiu uma trincheira de concreto e aço em frente a sua delegacia na Penha para numa possível tentativa invasão de traficantes os seus policiais tivessem como reagir. Foi até matéria no JN da época (1994)

jcgarces disse...

NOTÍCIA DO BLOGGER DO CAPITÃO ASSUNÇÃO.

domingo, 18 de setembro de 2011
PEC 300 - revoltado, policial enquadra Vaccarezza
PEC 300 - revoltado, policial enquadra Vaccarezza

Meus irmãos.

Agora mais calmo e sentindo a necessidade de partilhar essa informação com todos voces. Porque sei que é o mesmo sentimento.

Hoje aqui em Bariri SP, das 15 as 17 horas, houve um Congresso Municipal do PT, com várias lideranças da região e, a autoridade que deveria abrilhantar o evento era o Dep Fed Candido Vaccarezza.

Pois bem; me apresentei aos organizadores local e avisei que eu estava ali sob PROTESTO e que iria me dirigir em algum momento ao Deputado. Causei certo embaraço, mas não tiveram como evitar. Após o discurso deste Deputado e a sua fala a imprensa local. Me dirigi e ele que era protegido por um Acessor e segurança e, que já tinha ouvido la fora eu falar que iria protestar teti a teti, com esse malfadado Deputado.

No momento, o referido petista veio sorridente pensando que era uma foto que eu desejava, quando então em voz alta para todos ouvirem fui enfatico em dizer;-

Deputado, não tenho nenhum prazer em estar aqui e falar com o senhor. (ele que sorria, ficou vermelho e sério).

Eu disse:-

Falo em nome de todos os colegas policiais e bombeiros de minha comunidade e também de todos pelo Brasil afora.

O senhor é o inimigo numero 1 da segurança pública.

Todos os lideres assinaram, a PEC 300, menos o senhor e o Dep Paulo Teixeira de SP. (nesse momento ele tentou interromper.....Falei mais alto ainda...Depois o senhor fala!!!...).

Ele se calou e disse que queria sim explicar.

Eu disse que o seu colega petista do RS estava igual ele, nos insultando..Tendo ate que fazer extremos para chamar atenção....Disse alto!! Ate colocando bombas pela cidade...

Falei que ele não tinha respeito por nossa família que é parte da comunidade no município. Falei que ele deveria provar a hombridade dele em Marília onde os cabos eleitorais esperam para receber o ordenado.

Isso; entre outras palavras de PROTESTO.

Quando me calei p/q ele se defendesse, começou explicar a PEC e disse que o culpado é o governo do Estado.

Disse também que a polícia em SP, perseguiu ele...Que foram contra a candidatura dele!!!!

Na tréplica eu falei, o senhor terá poucos votos aqui.....( ele retrucou dizendo que não estava em campanha...).

Gritei... Apenas assine como líder a PEC!!!!

Entre outras palavras, desabafei e vinguei certos companheiros por esse Brasil a fora.

E para alguns petistas regionais e amigos que estavam por perto; resmunguei em bravata, para que escutassem......¨Cabo eleitoral desse deputado aqui, vai ter que usar 2 extintores, 2 cintos de segurança, 8 pneus....e varias CNHs, porque não daremos trela........¨ Uma ameaça para que pensem bem!! rsrsrsrsrs.

Ele foi direto para o WC e nem esperou o cafezinho. Saiu logo. Passou por mim no corredor, abaixou a cabeça.. e ganhou as ruas.

Adeus Vaccarrezza.

Você me odeia...., mas acredite!!...Eu te desejo...........

* Agora vou esperar se haverá alguma retaliação contra mim.

Mas houve quem veio me cumprimentar também.

Eu tinha que contar isso aqui a todos voces... já se passaram 50 minutos do fato e eu ainda estou sob emoção. Mas com a alma lavada e enxaguada, como dizia Odorico Paraguassu!!!

Até a próxima!

Abraços

Bariri, SP...17:43 horas de 17Set11


PENA QUE NÃO TENHA PELO MENOS MEIA DUZIA DE POLICIAIS COM CORAGEM PARA DIZER ESSAS COISAS A ESSES POLÍTICOS NOGENTOS.

ABRAÇOS.

Anônimo disse...

O PAUL VC ACHA MESMO QUE UPP E PROJETO DE SEGURANÇA PUBLICA NUMCA FOI E SERÁ, AQUI NO COMPLEXO OS TRAFICANTES ESTÃO TODOS AQUI MORO NO COMPLEXO E SEI DE TUDO O PEZÃO VOLTOU E GERAL ,QUERO VER A UPP CONSEGUIR ENTRAR E FICAR AQUI COM ESSES PMS DE MERDA ISSO QUERO VER ,SE EM OUTRAS NÃO CONSEGUIRAM CONTROLAR IMAGINE O COMPLEXO E MELHOR DEIXAR ESSE PROJETO DE LIXO DE LADO PRA NÃO PASSAR MAIS VERGONHA DO QUE JA ESTA.

Anônimo disse...

Se o dinheiro das gratificações fosse empregado na compra de munições e coletes,com certeza esses policiais não precisariam aprender a atirar nas ruas.Se a ONG Viva rio exigisse que os policiais fossem tratados como cidadãos,com certeza não precisaria dar aulas de cidadânia. A cidadânia não se aprende em curriculo de curso,a cidadânia é exercitada ao longo da vida; mas somente por aqueles que se sentem e são tratados como cidadãos.
Não se pode pedir a um aluno que leia um texto,quando este não conhece o alfabeto.

Anônimo disse...

CORRUPÇÃO NAO TEM NADA HAVER COM TREINAMENTO, TEM HAVER COM CARATER!!!! COMO PODE ESSES POLICIAIS OLHAREM PARA O COLEGA SEM AS 2 PERNAS E O OUTRO NUMA CADEIRA DE RODAS ????? FALTA VERGONHA NA CARA , TINHAM QUE TODOS SEREM FUZILADOS !!!! MAS É AQUILO NÉ....EXISTEM POLICIAS "CONDENADOS" POR FURTO DE CAIXAS ELETRONISCOS E NÃO FORAM EXPULSOS....TEM POLICIAIS QUE FORAM PEGOS NA FILMAGEM DA SENHORA DO CANTAGALO PEGANDO "ARREGO", TEM POLICIAIS COM TODOS OS CRIMES ....E NADA ACONTECE....OPA...TO FALANDO DOS OFICIAIS HEIM....SE FOSSEM PRAÇAS ESTARIAM ESTAMPADOS NA CAPA DO JORNAL....E EXPULSOS!!! TO FALANDO DA 2 POLICIA E NAO DA 1 POLICIA ! VERGONHA!!! QUEREM APOSTAR QUE O CASO DO MORRO DA COROA OS PRAÇAS SERAO EXCLUIDOS E OS OFICIAS NAO????? ALGUEM APOSTA ???? APOSTO 1 MILHÃO!!!

Anônimo disse...

Governo do Rio de Janeiro desvaloriza a Polícia Militar.

PMs de outros Estados ganham o triplo para trabalhar menos!

nandajudoca disse...

A comida do Cfap é tão boa que nem os policiais comem lá. Sò os alunosl. De Sd ao CMT, tds comem na rua. Queria ver os oficiais ranchando! Duvido que seria o que é. ouvi o Sgt dizer que se entrássemos na cozinha não teríamos coragem de comer no rancho. Dizem q até rato passa por lá.

Duvido que na escola de oficiais seja assim.

Esse negócio de praças e oficias é da época do império, já era época de parar com a palhaçada. Praça é que rala.

GLADIADOR disse...

ENQUANTO ISSO O TRAFICANTE MISTER "M",MATADOR DE POLICIAL,AGORA VIRA MODELO E ESTÁ LIVRE,GRAÇAS AO JUNIOR DO AFRO REGGAE,RECUPERADOR DE "BANDIDO E NEGOCIADOR".
MEUS AMIGOS,VEJAM ESTE VÍDEO;

http://www.youtube.com/watch?v=cavJC3b3Kwo

Anônimo disse...

Fatos e notícias como esta só me remetem à historinha de "COMO MANTER UMA GALINHA BEM PERTINHO DE VOCÊ." Para manter uma galinha bem pertinho de você é suficiente fazê-la passar bastante fome e sede, e depois oferecer alguns grãos de milho e um pouco de água.

É justamente assim que os governantes tratam as suas polícias militares. Para tanto, utilizam dos chamados "ENTORPECENTES DO PODER" (gratificações temporárias, bônus visando redução de alguma coisa, carros de representação, telefones celulares, etc...). Nenhum desses ENTORPECENTES DO PODER será incorporado ao salário quando o servidor for aposentado.

Essa é a HISTÓRIA DA VIDA REAL de todo policial militar do Brasil.

NILSON TORRES PMPE

Anônimo disse...

A PM NUNCA IRÁ MUDAR...RECRUTA VOCÊ AINDA PODE SAIR DESSA CANOA FURADA!!!!!APROVEITA E METE O PÈ,MUITAS COVARDIAS AINDA ENFRENTARÃO .O CFAP TE DEIXARÁ SAUDADES,SE VOCÊ RECLAMA DESSA COLÔNIA DE FÉRIAS ESPERE AS RUAS DO RJ,E VERÁ SE NÃO TENHO RAZÃO...

PorUmBrasilParaTodos disse...

Boa noite a todos cidadãos nas suas diversas profissões dignas e honrosas para trazer o sustento para casa, à sua família. Fiquei surpreso pela forma retratada pelo policial na abordagem ao Lider do Governo na Câmara Dep. Federal Vaccarezza PT-SP na questão sobre a PEC 300. O deputado tem parecer e embasamento legal da Constituição que é clara: “Os governos de cada estado são os responsáveis pela segurança publica”. Vi a matéria esta madrugada no blog www.pec300.com , o que compartilhei no almoço de família aqui em casa hoje 25/09/2011,no bairro do Tatuapé na cidade de São Paulo com meus 4 tios PM’s reformados que estão a décadas aguardando para receber precatórios alimentares(provenientes de soldos)do Governo do Estado de São Paulo. Como meus tios afirmam com propriedade da profissão sem investidura política é que os Governadores dos Estados são os responsáveis pela Segurança Publica e que muitos policiais morrem sem receber seus precatórios alimentares(provenientes de salários). O Estado de Sergipe paga o piso salarial do estado que é o dobro do que pago pelo Governo do estado de são Paulo. O Estado mais rico da federação “São Paulo” não paga um salário digno para seus PM’S e o estado nordestino de Sergipe paga o dobro. O Governo do Estado de São Paulo não paga o que a justiça determinou para a maioria de policiais e funcionários públicos, o direito de receber diferenças salariais ganhas na justiça e que o Governo do Estado de São Paulo e todos os outros estados da federação fazem o mesmo, “não pagam”. Os governadores alegam não pagar por causa da lei de responsabilidade fiscal, que determina o limite dos gastos. Mas no orçamento eles colocam os precatórios e depois cortam e transferem os gastos. A PEC 300 foi inventada como “cortina de fumaça”para tirar das costas dos governadores à responsabilidade constitucional dos Governos Estaduais com a segurança publica. O que legalmente pela CF/88 é clara a responsabilidade dos estados da federação com a Segurança Publica. Cada estado da federação tem orçamento próprio e sua realidade regional, o que reflete na estrutura organizacional do estado.(continua)Denis Libanio

PorUmBrasilParaTodos disse...

Temos o direito de lutar por melhores salários, elegendo representantes de sindicatos e associações, parlamentares estaduais e federais para nos representar, com ética e responsabilidade de uma categoria que confia nos seus dirigentes políticos.É uma luta coletiva por direitos e não é aceitável tornar-se uma disputa pessoal. A luta da categoria por melhores salários é digna, mas tem que ser cobrada com seus responsáveis, no caso os governadores de estado. Veja o link: 17/05/2006 – Folha On Line – Tarso diz que responsabilidade pela segurança pública é dos Estados http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u78642.shtml - Veja o link: 29/08/2011 – Uol Noticias – Governo diz que não há clima para votar PEC 300 e piso para bombeiros fica para o ano que vem. O líder do governo na Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza (PT-SP), afirmou nesta segunda-feira (29) que não “há clima” para votação de projetos que impliquem aumento de gastos para a União devido à resolução do governo federal de conter gastos como forma de blindar a economia brasileira para enfrentar a crise financeira mundial. A PEC 300 foi aprovada pela Câmara em março do ano passado, em primeiro turno, mas ainda precisa ser votada em segundo turno na Câmara antes de seguir para o Senado. O piso salarial seria de R$ 3.500 para os militares de menor graduação, no caso dos soldados, e de R$ 7.000 para os de maior posto. http://noticias.uol.com.br/politica/2011/08/29/governo-diz-que-nao-ha-clima-para-votar-pec-300-e-piso-para-bombeiros-fica-para-ano-que-vem.jhtm -Pensar,,raciocinar, discutir, faz parte da cidadania, mas sempre respeitando as opiniões contrarias, pois é o olhar que cada cidadão tem pela sua formação e vivência. O contraditório faz parte do estado democrático de direito. Ter a liberdade de se manifestar e lutar por seus direitos é um pilar da democracia. Democracia conquistada com muita luta! Cidadania para todos! Um abraço, Denis Libanio – São Paulo-SP