domingo, 22 de maio de 2011

OS APLAUSOS E AS VAIAS.

Um blogueiro após mais de três anos de militância e mais de 11.000 artigos postados, começa a ter uma noção sobre os temas que gerarão aplausos ou vaias no blog, considerando que passa a conhecer um pouco sobre os seus leitores.
O tema do artigo no qual postei alguns vídeos de operações AREP acab sendo lido e interpretado como sendo um artigo crítico com relação aos que estão realizando as operações, o que na verdade não é o cerne da questão e sim os problemas que determinam essas operações mal planejadas e al realizadas.
Prezados leitores, todos nós sabemos que para promovermos mudanças positivas a respeito dos problemas, primeiro precisamos reconhecer a existência deles e a seguir conhecê-los muito bem.
A Polícia Militar atravessa a sua pior fase em mais de dois séculos de história, os problemas alcançam TODAS as áreas da Instituição, NADA funciona bem, eis a verdade.
Os vídeos demonstram alguns dos problemas que temos que reconhecer a existência caso seja de nosso interesse modificá-los para melhor.
O que fica mais evidente:
- As operações não são planejadas; e
- A tropa está despreparada.
É impossível crer que um Oficial P/3 possa planejar uma AREP com tantos erros e o despreparo da tropa fica claro quando não existe nem mesmo preocupação com a segurança do grupo.
O que pode ser interpretado como objetivo:
- A obtenção de recursos ilícitos, mediante a liberação de veículos com a documentação irregular.
Esse pode não ser o objetivo, mas aposto que mais de 90% das pessoas que presenciam essas operações , acabam concluindo dessa forma.
Além disso, acrescento um novo dado contra a realização desse tipo de operação.
Eu era Corregedor Interno e diante da profusão de tais AREPs, ingressei em um terreno que não era correcional à primeira vista. Solicitei aos comandantes intermediários que encaminhassem para a Corregedoria Interna o resultado de tais operações em determinado período, no concernente aos veículos recuperados, armas e drogas apreendidas nessas operações por batalhão.
Prezado leitor, o resultado foi pífio, não justificavam o emprego de recursos materiais e humanos em tais AREPs, isso não considerando o efeito preventivo que qualquer presença ostensiva da polícia nas ruas acaba acarretando.
Caro Policial Militar, as imagens não possuem o objetivo de colocar ninguém em posição difícil, mas sim mostrar uma verdade que precisa ser modificada o mais rápido possível:
Uma tropa despreparada, jogada nas ruas de qualquer maneira e passando uma imagem de "mineradores do asfalto", mesmo que não estejam agindo nessa direção.
JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL
PROFESSOR E CORONEL
Ex-CORREGEDOR INTERNO

8 comentários:

olivira disse...

somos saudosistas,porque estudamos nas cartilhas de instruçao do cel.nazareth cerqueira.jsf

Anônimo disse...

Uma coisa que só acontece na PMERJ

É um absurdo os Sargentos PM "concursados" (CFS) ficarem 6 (seis) anos na mesma graduação, sendo ultrapassados pelos "jurunas" (PMs acomodados), que, quando chegam automaticamente à graduação de Terceiro-Sargento, são promovidos em apenas 5 (cinco) anos! O CBMERJ, se compadecendo desse problema, foi à luta e conseguiu através do Decreto nº. 39.109/06 corrigir a injustiça nas promoções de praças (lá, os Sargentos "de curso" são promovidos em apenas quatro anos).

Anônimo disse...

A organização da Polícia nos Estados Unidos é bem diferente. A Polícia de Nova Iorque vem sendo frequentemente usada como referência pelo Governo do Rio, mas a questão salarial parece que é ignorada.

A NYPD (New York City Police Department) ainda não paga tão bem como a LAPD (Los Angeles Police District), por exemplo, mas seus integrantes estão orgulhosos de terem aumentado o salário de seus policiais, e fazem questão de divulgar isso no site oficial (http://nypdrecruit.com/).

A primeira coisa que o site de recrutamento da Polícia de Los Angeles enfatiza são os salários competitivos que recebem seus policiais. E além disso, eventuais bônus por qualificação, como conhecimento de idiomas estrangeiros ou formação jurídica, por exemplo.

Lá, o cidadão acaba de se formar como policial e já está recebendo mais de R$ 8.500,00 (oito mil e quinhentos reais com a conversão do dólar para o real) de salário, fora os benefícios, ajuda de custo...

São ainda agraciados com um bom plano de saúde e dental estendido à familiares, subsidiado pelo Governo. O plano de pensão e aposentadoria também é subsidiado pelo Estado. Horas extras são pagas, trabalho noturno tem acréscimo, enfim, todo um ambiente digno é propiciado ao servidor policial para que este se preocupe tão somente com a qualidade e eficiência de seu trabalho.

Anônimo disse...

Coronel,
As esquinas das ruas capitão resende e miguel fernandes, no cachambi, têm assalto diariamente, assisto do meu prédio todos os dias as ações dos marginais, já liguei para o 3º BPM e nada.
Onde está esse RJ pacificado que eu não vejo?

Anônimo disse...

Talvez Coronel Os Policiais agiram daquela forma apenas porque não queriam estar em mais uma dessas milagrosas AREPs organizadas pelo P/3 ou quem quer que seja ,que não dão resultado e como o Vc mesmo falou serve apenas para que as pessoas achem que eles estão minerando. O Senhor gostaria de ser obrigado a entrar em uma situação dessa e ser tachado de minerador? So acho que eles teriam que ter mais cuidado pois poderia vir um superior para aplicar um DRD.
Acredito Coronel que o Sr tenha lutado bastante pela classe dos PMs seja pelos motivos nobres ou não. o fato é que tens ajudado bastante, mas quando estamos em evidência somos mais cobrados e quando estamos no meio de uma multidão, podemos ser levados por ela. Não deixe perder o apoio que esta conseguindo dentro da corporação. Tem várias formas de criticar a falta de preparo da PM, agora mostrar o policial (homem)atitude equivocada fazendo-o ser reconhecido por um erro, ai ja é demais. São apenas pontos de vista.

Anônimo disse...

Realmente é dificil levar a culpa quando os responsáveis são outros.

Anônimo disse...

Estão mais preocupados em "verificar" a documentação do que com qualquer outra coisa, inclusive, com a própria segurança.

Independente dos "motivos" de quem determinou uma operação como esta, que está totalmente em desacordo ao preconizado nas NIs.

Esta é a verdade.
E a verdade dói.

Anônimo disse...

Tente seguir as NIs pra vê se vc sai do quartel. Recuse em sair e veja o que te acontece. O senhor verdade.