terça-feira, 23 de agosto de 2011

SEGURANÇA PÚBLICA - GUARDA MUNICIPAL - O ATRASO DO RIO DE JANEIRO.

O Estado do Rio de Janeiro é o mais atrasado da federação em termos de segurança pública, em face principalmente da completa inexistência de uma política de estado para essa área vital da vida social.
No Rio vivemos de espasmos, ideias dos governadores ou dos seus prepostos, as quais são implantadas na base do ensaio e erro, via de regra, longe da melhor técnica e apartadas de qualquer planejamento.
Obviamente, diante dessa realidade, não funcionam.
O atraso é uma decorrência natural e contagiosa, pois o município do Rio de Janeiro segue na mesma direção atávica.
O prefeito Eduardo Paes (PMDB), parceiro do governador Sérgio Cabral (PMDB), insistiu na prática de NÃO nomear um Guarda Municipal como comandante da GM-Rio, aliás, agravou o problema, pois além de insistir em nomear um Coronel da Polícia Militar, nomeou um do serviço ativo, Oficial que deveria estar em um quartel da Instituição.
Enquanto isso, o prefeito da Cidade de São Paulo deu um salto de qualidade e nomeou um Guarda metropolitano para comandar a Guarda Civil Metroplolitana, tirando a Corporação das mãos dos Coronéis da Polícia Militar (leiam).
Em 20 AGO 2011, o Inspetor Regional Joel Malta de Sá, Comandante Geral da Guarda Civil Metropolitana de SP, foi eleito presidente do Conselho Nacional das Guardas Municipais (leiam).
É hora da população e dos Guardas Municipais da Cidade do Rio de Janeiro lutarem para que a GM-Rio seja comandada por um Guarda Municipal.
O Rio de Janeiro segue descendo a ladeira na segurança pública, enquanto as mentiras que envolvem as UPPs brotam por todos os lados.
JUNTOS SOMOS FORTES!
PAULO RICARDO PAÚL
PROFESSOR E CORONEL
Ex-CORREGEDOR INTERNO

Um comentário:

UNIGUARDA2010 disse...

mais uma vez, obrigado pelo seu apoio Cel. Já entramos com uma ação pública, para obrigar que seja cumprida a Lei Complementar nº100. Estamos na Luta!